Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/3059
Type: Tese
Title: Idosos hiperfrequentadores na atenção primária à saúde: uso das terapias expressivas nos transtornos do sono e no número de consultas médicas
Author(s): Grangeiro, Adriano Filipe Barreto 
First Advisor: Gomes , Lucy de Oliveira
Summary: Introdução: O aumento acelerado dos transtornos do sono na população idosa consequente de uma rápida transição demográfica e epidemiológica é perceptível, porém pouco investigado. Considerando que alguns pacientes utilizam com muita frequência à Unidade Básica de Saúde sendo denominados de hiperfrequentadores, ocasionando grande número de prescrições e de referências para outros níveis de cuidados, surge a necessidade de estudos relacionados à ação das terapias expressivas visando atenuar os transtornos do sono e diminuir a frequência do números de consultas médicas em idosos hiperfrequentadores dos serviços de saúde. Objetivo: Analisar a eficácia das terapias expressivas em idosos hiperfrequentadores da atenção primária à saúde (APS) nos transtornos do sono e na diminuição da frequência às consultas médicas. Métodos: Trata-se de estudo observacional e analítico, do tipo transversal com abordagem quantitativa em sua primeira fase, e estudo quasi-experimental (pré e pós intervenção) em sua segunda fase, atendidos na APS da Granja do Torto, Brasília, Distrito Federal, divididos em dois grupos: grupo intervenção, com idosos hiperfrequentadores (HF); e grupo controle, com idosos não hiperfrequentadores. Na coleta de dados, foram avaliadas as seguintes variáveis: sociodemográficos, relacionadas aos serviços de saúde, clínico-funcionais, mentais e emocionais, comportamentais, fragilidade, sarcopenia, qualidade de vida, medidas subjetivas e objetivas do sono e bioquímicas. Os HF foram submetidos a sessões de terapias expressivas (TE) durante 24 semanas, com duração média de 2h, duas vezes/semana. Após esse período, os grupos (intervenção e controle) foram submetidos aos procedimentos de avaliação constituídos pelos mesmos instrumentos utilizados no período pré-intervenção. Resultados: Em ambos os grupos houve prevalência do sexo feminino. As variáveis significativamente diferentes entre os dois grupos foram: número de consultas (p< 0,001), idade (74,4±6,7 no grupo um e 69,7±6,7 no grupo dois) (p=0,04), polifarmácia (p=0,02), autopercepção da saúde (p=0,05), nível de atividade física (p=0,001), atividades instrumentais de vida diária (p=0,05) e doenças crônicas (osteoporose (p=0,03) e neoplasia (p=0,01). Na pós-intervenção, o grupo intervenção (GI) apresentou diferença significativa nas médias dos escores do índice de qualidade de sono de Pittburgh (p=0,003), escala de sonolência de Epworth (p=0,006), índice de gravidade de insônia (p<0,001), STOP-bang (p = 0,002), depressão (p <0,001), ansiedade (p=0,05), solidão (p=0,01), estresse (p=0,006) e diminuição significativa da frequência no número de consultas médicas no GI (p<0,001) durante o ano seguinte à intervenção. Conclusão: Os idosos HF da APS da Granja do Torto, mostraram as seguintes diferenças significativas: idade mais avançada (predominando 70-79 anos), polifarmácia, maior dependência nas atividades instrumentais da vida diária e autopercepção negativa da saúde, em relação aos idosos da mesma comunidade que procuraram o serviço em frequência significativamente menor. Nos idosos HF, terapias expressivas proporcionaram efeitos positivos, melhorando os transtornos do sono, estado mental e emocional, assim como, diminuindo o número da frequência às consultas médicas desse grupo, oportunizando vivenciarem alternativas para melhoria de sua qualidade de vida.
Abstract: Introduction: The accelerated increase in sleep disorders in the elderly population resulting from a rapid demographic and epidemiological transition is noticeable, but little investigated. Considering that some patients use the Basic Health Unit very often and are called hyperfrequent, causing a large number of prescriptions and references for other levels of care, there is a need for studies related to the action of expressive therapies in order to mitigate sleep disorders and to decrease the frequency of the number of medical appointments in elderly people who are frequently attending health services. Objective: To analyze the efficacy of expressive therapies in hyperfrequent elderly of primary health care (PHC) in sleep disorders and in decreasing the frequency of medical appointments. Method: This is an observational and analytical study, cross-sectional with a quantitative approach in its first phase, and quasi-experimental study (pre and post intervention) in its second phase, attended at the PHC of Granja do Torto, Brasília, Distrito Federal, divided in two groups: intervention group, with hyperfrequent elderly (HE); and a control group, with elderly people who were not frequently attended. In data collection, the following variables were assessed: sociodemographic, related to health services, clinical-functional, mental and emotional, behavioral, fragility, sarcopenia, quality of life, subjective and objective measures of sleep and biochemicals. The HE were submitted to expressive therapy (ET) sessions for 24 weeks, with an average duration of 2h, twice / week. After this period, the groups (intervention and control) were submitted to the evaluation procedures consisting of the same instruments used in the pre-intervention period. Results: In both groups there was a prevalence of females. The significantly different variables between the two groups were: number of consultations (p <0.001), age (74.4 ± 6.7 in group one and 69.7 ± 6.7 in group two) (p = 0.04), polypharmacy (p = 0.02), self-perceived health (p = 0.05), level of physical activity (p = 0.001), instrumental activities of daily living (p = 0.05) and chronic diseases (osteoporosis (p = 0.03) and neoplasia (p = 0.01). In the post-intervention, the intervention group (IG) showed a significant difference in the mean scores of the Pittburgh sleep quality index (p = 0.003), Epworth sleepiness scale (p = 0.006), insomnia severity index (p <0.001), STOP-bang (p = 0.002), depression (p <0.001), anxiety (p = 0.05), loneliness (p = 0.01), stress (p = 0.006) and significant decrease in frequency in the number of medical appointments in the IG (p <0.001) during the year following the intervention. Conclusion: The hyperfrequent elderly of PHC in Granja do Torto, showed the following significant differences: older age (predominantly 70-79 years), polypharmacy, greater dependence on instrumental activities of daily living and negative self-perception of health, in relation to the elderly in the same community who sought the service significantly less frequently. In the hyperfrequent elderly, expressive therapies provided positive effects, improving sleep disorders, mental and emotional status, as well as reducing the number of visits to this group's medical consultations, allowing them to experience alternatives to improve their quality of life.
Keywords: Atenção primária à saúde
Terapias complementares
Atendimento frequente
Saúde do idoso
Sono
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Saúde e Medicina
Program: Programa Stricto Sensu em Gerontologia
Citation: GRANGEIRO, Adriano Filipe Barreto. Idosos hiperfrequentadores na atenção primária à saúde: uso das terapias expressivas nos transtornos do sono e no número de consultas médicas. 2020. 223 f. Tese (Programa Stricto Sensu em Gerontologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2020.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/3059
Document date: 23-Oct-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdrianoFilipeBarretoGrangeiroTeseParcial2020.pdfTese (Parcial)517.12 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.