Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2821
Type: Tese
Title: Raízes da Terra: trabalho e mobilização subjetiva de agricultoras familiares do assentamento chapadinha - Distrito Federal
Author(s): Araújo, Adelina Almeida Moreira de 
First Advisor: Freitas, Lêda Gonçalves de
Summary: Agricultura familiar é um conceito empregado para caracterizar as unidades de produção rural estruturadas no trabalho familiar, que se identificam pela relação entre terra, trabalho e família, sendo uma das principais características o controle da família sobre os meios de produção e execução do trabalho. É pouco discutido, academicamente, o trabalho da mulher nesse âmbito, principalmente no que se refere a sua subjetividade no trabalho, razão de ser dessa pesquisa. Em face dessa demanda, o presente estudo analisou a mobilização subjetiva de agricultoras familiares do Grupo Raízes da Terra do assentamento Chapadinha em Sobradinho, região administrativa Distrito Federal (DF). O objetivo geral da pesquisa foi definido em entender como se dá a mobilização subjetiva das agricultoras frente a uma organização de trabalho não prescrita, ou seja, vinculado a regras e objetivos fixados pela organização do trabalho. A pesquisa do tipo qualitativa foi realizada através de entrevista individual semiestruturada. Os objetivos específicos foram definidos como (1) realizar um perfil socioeconômico do Grupo de Mulheres Raízes da Terra; (2) descrever a organização do trabalho do Grupo de Mulheres Raízes da Terra; (3) compreender as formas de mobilização subjetiva utilizadas pelas agricultoras familiares frente à organização do trabalho; (4) analisar a dinâmica dos processos de sofrimento e estratégias de defesa vivenciadas pelas trabalhadoras. O estudo foi desenvolvido com nove mulheres do Grupo Raízes da Terra, que lidam com a produção agroecológica formada por hortifrutigranjeiros e que fornecem para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), além das feiras do DF. As entrevistas, que foram gravadas e transcritas, ocorreram nos meses de junho e julho de 2019, na Sede do Assentamento Chapadinha durante os fins de semana. Os dados foram analisados sob a perspectiva teórico-crítica de abordagem sócio-histórica. A realização das entrevistas teve como referência o aporte teórico da Psicodinâmica do Trabalho através do espaço da fala e da escuta como acesso privilegiado das vivências subjetivas das trabalhadoras. Verificou-se, a partir das análises, que a mobilização subjetiva no contexto de trabalho das agricultoras familiares do Grupo Raízes da Terra circunda as dimensões da cooperação, espaço público de discussão, inteligência prática, reconhecimento e ressonância simbólica, além da produção do significado e do sentido do trabalho a partir das condutas e vivências no trabalho dessas agricultoras, bem como o compartilhamento da significação que elas atribuem às suas ações e suas histórias interligadas à dinâmica do assentamento e ao protagonismo que conquistaram no cenário das trajetórias de trabalho. Contudo, constatou-se também que os processos de organização, participação na comunidade e a dinâmica de vida e trabalho se revelam por meio de contradições e condições por vezes não superadas, provocadas, de um lado, por meio da reflexão delas enquanto sujeitos, e, de outro, pela ação do sujeito que busca transformar as condições materiais que geraram tais contradições. Como contribuição, observou-se que há escassez de estudos que abordem a Psicodinâmica do Trabalho em pesquisas no trabalho rural, e mis especificadamente com mulheres. O estudo favoreceu a compreensão do trabalho desempenhado por elas na Agricultura Familiar e a importância da construção desse espaço de discussão. Espera-se ainda, através dessa pesquisa, colaborar e cooperar com a organização do trabalho do Grupo Raízes da Terra do Assentamento Chapadinha, trazendo visibilidade as expressões da Questão Social no campo brasileiro, além da necessidade de sugerir a implementação de políticas públicas que fomentem a inclusão produtiva rural, a segurança alimentar e nutricional e o protagonismo feminino no campo e nos movimentos sociais.
Abstract: Family farming is a concept used to characterize rural production units structured in family work, which are identified by the relationship between land, work and family, one of the main characteristics being family control over the means of production and the execution of work. There is little discussion, academically, about the work of women in this area, especially with regard to their subjectivity at work, the raison d'être of this research. In view of this demand, the present study analyzed the subjective mobilization of family farmers from the Raízes da Terra Group of the Chapadinha settlement in Sobradinho, in the Distrito Federal (DF) administrative region. The general objective of the research was defined to understand how the subjective mobilization of the farmers occurs in face of a non-prescribed work organization, that is, linked to rules and objectives set by the work organization. The qualitative research was carried out through semi-structured individual interviews. The specific objectives were defined as (1) to carry out a socioeconomic profile of the Raízes da Terra Group of Women; (2) describe the organization of the work of the Group of Women Roots of the Earth; (3) understand the forms of subjective mobilization used by family farmers in relation to work organization; (4) to analyze the dynamics of the suffering processes and defense strategies experienced by the workers. The study was carried out with nine women from the Raízes da Terra Group, who deal with agroecological production formed by horticulture and who supply to the Food Acquisition Program (PAA), in addition to the fairs in DF. The interviews, which were recorded and transcribed, took place in the months of June and July 2019, at the Headquarters of the Chapadinha Settlement during the weekends. The data were analyzed under the theoretical-critical perspective of a socio-historical approach. The interviews were based on the theoretical contribution of Psychodynamics at Work through the space of speech and listening as a privileged access to the workers' subjective experiences. It was found, from the analyzes, that the subjective mobilization in the work context of the family farmers of the Raízes da Terra Group surrounds the dimensions of cooperation, public space for discussion, practical intelligence, recognition and symbolic resonance, in addition to the production of meaning and of the meaning of work based on the behaviors and experiences at work of these farmers, as well as the sharing of the meaning they attribute to their actions and their stories, interconnected to the dynamics of the settlement and the role they have conquered in the scenario of work trajectories. However, it was also found that the processes of organization, participation in the community and the dynamics of life and work are revealed through contradictions and conditions sometimes not overcome, provoked, on the one hand, through their reflection as subjects, and, on the other, through the action of the subject who seeks to transform the material conditions that generated such contradictions. As a contribution, it was observed that there is a scarcity of studies that address the Psychodynamics of Work in research in rural work, and specifically with women. The study favored the understanding of the work performed by them in Family Farming and the importance of building this space for discussion. It is also expected, through this research, to collaborate and cooperate with the organization of the work of Grupo Raízes da Terra do Assentamento Chapadinha, bringing visibility to the expressions of the Social Question in the Brazilian field, in addition to the need to suggest the implementation of public policies that encourage the rural productive inclusion, food and nutritional security and female protagonism in the countryside and in social movements.
Keywords: Trabalho
Mulheres
Agricultura familiar
Mobilização subjetiva
Subjective mobilization
Family farming
Women
Work
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Saúde e Medicina
Program: Programa Stricto Sensu em Psicologia
Citation: ARAÚJO, Adelina Almeida Moreira de. Raízes da Terra: trabalho e mobilização subjetiva de agricultoras familiares do assentamento chapadinha - Distrito Federal. 2020. 137 f. Tese (Programa Stricto Sensu em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2020.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2821
Document date: 16-Dec-2020
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdelinaAlmeidaTese2021.pdfTese1.58 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.