???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2723
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Atitudes sobre a velhice em adolescentes participantes de uma intervenção ambiental socioeducativa com pessoas idosas em uma escola pública do Distrito Federal
???metadata.dc.creator???: Anjos, Jussara Soares Marques dos 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Silva, Henrique Salmazo da
???metadata.dc.description.resumo???: O aumento da longevidade e as mudanças sociais agenciadas nas últimas décadas trouxeram como desafio a convivência entre as gerações e a mudança dos papéis sociais do idoso no contexto familiar. Nesse sentido, as intervenções socioeducativas constituem um espaço fecundo para a reflexão das atitudes sobre o envelhecimento, entre os adolescentes e crianças. A figura do ancião sábio ou frágil e dependente passa a ocupar papéis mais fluidos, ligados à participação social, atualização e desenvolvimento de novos papéis. Criam-se então espaços de educação e aprendizagem entre as gerações, oportunizando atitudes mais positivas sobre a velhice. O Objetivo Geral deste estudo foi investigar a influência de uma intervenção de educação ambiental intergeracional nas atitudes sobre a velhice em adolescentes estudantes de uma Escola Pública do Distrito Federal. Os objetivos específicos foram: 1) Investigar possíveis associações entre atitudes em relação a velhice, faixa-etária e classe econômica dos adolescentes, convivência com os avós e contribuição dos avós na criação; 2) Investigar mudanças de atitudes entre grupos de adolescentes que participaram de uma intervenção ambiental intergeracional com grupos de adolescentes que participaram de uma intervenção com idosos. Foram investigados 80 adolescentes, situados em duas faixas etárias: 10 a 11 anos (n=30) e 14 a 15 anos (n=50). Em cada faixa etária os participantes foram subdivididos em Grupo Experimental (GE), que participou de três oficinas sobre História de Brasília, Meio Ambiente e Práticas de Preservação Ambiental com pessoas idosas multiplicadoras de educação ambiental e Grupo Controle (GC), com acesso aos mesmos conteúdos, mas vinculados ao currículo escolar. Os resultados indicaram que não houve associação entre classe social, coabitação com pessoas idosas e atitudes sobre a velhice. Contudo, adolescentes mais jovens tiveram atitudes mais positivas em relação à velhice do que os mais velhos e houve associação entre maior frequência de contatos com os avós e atitudes mais positivas no domínio Persona entre adolescentes de 14 a 15 anos. Observou-se que a intervenção favoreceu atitudes mais positivas nos domínios cognição no GE dos adolescentes mais jovens e mais velhos e no domínio agência entre os adolescentes mais velhos. Comparações entre GE e GC sugerem que a intervenção eliciou mudanças mais efetivas no domínio cognição entre os adolescentes mais velhos. Em síntese, os achados sugerem que intervenções intergeracionais envolvendo idosos e adolescentes são promissoras e merecem investimentos, com implicações na educação para o processo de envelhecimento e para a solidariedade e convivência entre as gerações.
Abstract: The increase in longevity and the social changes experienced in recent decades have brought the challenge of living together between generations and changing the social roles of the elderly in the family context. In this sense, socio-educational interventions constitute a fruitful space for the reflection of attitudes about aging among adolescents and children. The figure of the wise or fragile and dependent elder takes on more fluid roles, linked to social participation, updating and development of new roles. They create spaces for education and learning between the generations, providing more positive attitudes about old age. The general objective of this study was to investigate the influence of an intergenerational environmental education intervention on attitudes about old age in adolescent students of a public school in the Federal District. The specific objectives were: 1) To investigate possible associations between attitudes towards old age, age and social class of adolescents, coexistence with grandparents and contribution of grandparents in raising; 2) To investigate attitudinal changes among groups of adolescents who participated in an intergenerational environmental intervention with groups of adolescents who participated in an intervention with the elderly. Eighty adolescents were investigated, located in two age groups: 10 to 11 years (n = 30) and 14 to 15 years (n = 50). In each age group the participants were subdivided into Experimental Group (GE), which participated in three workshops on the History of Brasilia, Environment and Environmental Preservation Practices with elderly people multiplied by environmental education and Control Groups (CG), with access to them. contents, but linked to the school curriculum. The results indicated that there was no association between social class, cohabitation with the elderly and attitudes about old age. However, younger adolescents had more positive attitudes toward old age than older ones, and there was an association between higher frequency of contact with grandparents and more positive attitudes in the Persona domain among 14- to 15-year-olds. It was observed that the intervention favored more positive attitudes in the cognition domains in EG of younger and older adolescents and in the agency domain among older adolescents. Comparisons between EG and CG suggest that the intervention elicited more effective changes in the cognition domain among older adolescents. In summary, the findings suggest that intergenerational interventions involving older people and adolescents are promising and deserve investment, with implications for education for the aging process and for solidarity and coexistence between generations.
Keywords: Avós
Crianças
Educação
Adolescentes
Envelhecimento
Grandparents
Education
Aging
Child
Teen
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
???metadata.dc.publisher.initials???: UCB
???metadata.dc.publisher.department???: Escola de Saúde e Medicina
???metadata.dc.publisher.program???: Programa Stricto Sensu em Gerontologia
Citation: ANJOS, Jussara Soares Marques dos. Atitudes sobre a velhice em adolescentes participantes de uma intervenção ambiental socioeducativa com pessoas idosas em uma escola pública do Distrito Federal. 2019. 125 f. Dissertação (Programa Stricto Sensu em Gerontologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2019.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2723
Issue Date: 28-Oct-2019
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JussaraSoaresMarquesdosAnjosDissertacao2019.pdfDissertação1.41 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.