Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2594
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMedeiros, André Ricarte C. A.-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6960443512482219por
dc.contributor.advisor1Boullosa, Daniel A.-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9059576682332603por
dc.date.accessioned2019-05-29T20:42:26Z-
dc.date.issued2019-02-28-
dc.identifier.citationMEDEIROS, André Ricarte C. A. Confiabilidade da variabilidade da frequência cardíaca durante caminhada e repouso em diferentes posturas. 2019. 44 f. Dissertação (Programa Stricto Sensu em Educação Física) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2019.por
dc.identifier.urihttps://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2594-
dc.description.resumoVariabilidade da frequência cardíaca (VFC) é um método não invasivo de avaliação do sistema nervoso autônomo e da sua influência no ritmo cardíaco. VFC pode ser registrada em diferentes condições (e.g. exercício ou repouso), dependendo do contexto de aplicação. Entretanto, múltiplos fatores, fisiológicos ou ambientais, podem afetar agudamente os valores de VFC e, possivelmente, a sua confiabilidade. A confiabilidade da VFC já foi investigada em várias populações, condições de registro e escalas temporais. Porém, os modelos de análise tradicionais podem ter subestimado o erro associado às medidas de VFC existentes ao longo de uma semana, ou deixado de lado condições de registro relevantes como a VFC durante exercício submáximo, resultando em uma confiabilidade superestimada. Além disso, a real magnitude das associações da VFC com aspectos biológicos e comportamentais modificáveis pode ter também sido subestimada pelos métodos tradicionais de investigação, que utilizam apenas um dia de registro da VFC. No intuito de esclarecer melhor estas questões, o presente estudo registrou a VFC de 34 adultos jovens (19 homens), saudáveis, com 22±4 anos de idade, ao longo de cinco dias consecutivos, durante caminhada, repouso supino, sentado e em posição ortostática para, utilizando o coeficiente de correlação intraclasse (CCI) e erro padrão de medida (EPM), investigar a confiabilidade das medidas de VFC. Também foram registrados o percentual de gordura (%G), a aptidão aeróbica (VO2max), o gasto calórico (GC) e o tempo em atividade física moderada à vigorosa (AFMV) na mesma semana, para testar correlações com a média dos cinco dias de registro da VFC. Foram determinadas boa a moderada confiabilidade das medidas de VFC em repouso supino e durante caminhada, moderada confiabilidade das medidas de VFC durante repouso sentado e durante posição ortostática, exceto para os índices SampEn e DFAα1 do domínio não linear, que apresentaram confiabilidades inferiores em todas as condições de registro. Associações entre VFC, aptidão física e AF foram observadas em todas as condições de registro, com correlações de maior magnitude durante caminhada, em comparação ao repouso. Em geral a confiabilidade da VFC apresentou valores menores que os reportados na literatura, enquanto as correlações apresentaram maiores magnitudes do que o anteriormente reportado. A população estudada e a quantidade de dias de registro parecem ser os principais fatores a impactar a confiabilidade da VFC. A utilização da média de vários dias de registros de VFC parece ser um método superior em identificar associações com aspectos biológicos e comportamentais na população estudada. Os índices SDNN e HF em repouso supino e os índices RR e LF durante caminhada parecem ser as melhores alternativas, entre os índices estudados, para o monitoramento diário da VFC, enquanto os índices SampEn e DFAα1 não apresentaram confiabilidade adequada para monitoramento da VFC na maioria das condições de registro investigadas.por
dc.description.abstractHeart rate variability (HRV) is a non-invasive method of autonomic nervous system (ANS) evaluation that reflects the ANS influences on cardiac rhythm. HRV is widely used and can be recorded in different conditions (e.g. exercise, rest, supine, seated, standing) depending on the application intended context. However, several physiological and environmental factors affect HRV values and may affect its reliability. HRV reliability and associations with physiologic and behavioral aspects were previously investigated, in different populations, recording conditions, and temporal scales. However, the traditional ways of reliability and associations investigation may have underestimated the measurement errors or sensibility of HRV, by using only two days in reliability comparisons and by using only one day in correlational analysis. Thus, the present study recorded HRV for five days, in four experimental conditions (walking, supine rest, seated rest, and standing), in a sample of 34 healthy young adults (19 men, ~22±4 years). Aerobic fitness (VO2max), bod fat percentage (Fat%), and habitual physical activity (EE, and MVPA) were also recorded for correlational analysis with five days mean of HRV measures. Good to moderate reliability was achieved during supine rest and walking recordings, while moderate reliability was achieved during seated and standing recordings. Except for SampEn, and DFAα1 nonlinear HRV metrics, that presented poor reliability in almost all recording conditions. VFC associations with VO2max, Fat%, EE, and MVPA were observed in all recording conditions, with higher correlations during walking. HRV reliability values of the present study were lower than the previously reported, while magnitude of associations in present study were higher than the previously reported. The studied population and the number of recording days seems to be the main factors impacting on reliability values, while the averaging of five-day recordings of HRV seems to be a superior method to improve sensibility of associations in this population. SDNN and HF during supine rest, RR and LF during walking recordings showed to be the best alternatives for the daily monitoring of HRV, while SampEn and DFAα1 didn’t presented adequate reliability for this purpose.eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttps://bdtd.ucb.br:8443/jspui/retrieve/6465/AndreRicarteC.A.MedeirosDissertacao2019.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Católica de Brasíliapor
dc.publisher.departmentEscola de Saúde e Medicinapor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUCBpor
dc.publisher.programPrograma Stricto Sensu em Educação Físicapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectExercícios físicospor
dc.subjectExercícios aeróbicospor
dc.subjectSistema nervoso autônomopor
dc.subjectAutonomic nervous systempor
dc.subjectPhysical exercisepor
dc.subjectAerobic fitnesspor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
dc.titleConfiabilidade da variabilidade da frequência cardíaca durante caminhada e repouso em diferentes posturaspor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AndreRicarteC.A.MedeirosDissertacao2019.pdfDissertação2.2 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.