???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2461
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Comparação da bioimpedância frente ao padrão ouro para composição corporal em idosas
???metadata.dc.creator???: Ayub, Pollyanna 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Carvalho, Gustavo de Azevedo
???metadata.dc.description.resumo???: Objetivo: Determinar o nível de concordância entre dois equipamentos de bioimpedâncias elétricas frente ao padrão-ouro Absorciometria por dupla emissão de Raios – x (DXA), na avaliação da composição corporal em idosas; conferir, pelo método DXA, se existe alteração na composição corporal por faixa etária – 60 a 64, 65 a 69 e 70 anos ou mais e verificar se existe diferença, utilizando-se o método de bioimpedância, na Porcentagem de Gordura Corporal (%GC), Massa Magra Livre de Gordura (MMLG) e Taxa de Metabolismo Basal (TBM), quando o protocolo de hidratação é realizado ou não. Métodos: estudo transversal, descritivo e comparativo com 83 idosas de 60 anos ou mais que frequentam o Centro de Convivência do Idoso da Universidade Católica de Brasília. Para determinar a avaliação da composição corporal utilizou-se os equipamentos (DXA), InBody 120 e Biodynamics 310e, com e sem protocolo de hidratação. Resultados: apenas na BIA 120 não houve diferença com e sem protocolo (p=0,70). Entre as faixas etárias não houve diferença na porcentagem de gordura (p=0,44) e massa magra livre de gordura (p= 0,22). Na amostra total, as Bioimpedâncias subestimam a porcentagem de gordura corporal e subestimam massa magra livre de gordura em comparação à DXA. De acordo com estado nutricional pelo IMC a InBody 120, o percentual de gordura nas idosas com baixo peso, eutróficas e obesas foram iguais à DXA e a massa magra livre de gordura em obesas. Conclusão: a BIA é um equipamento apto a mensurar a composição corporal em idosas em frente à DXA, porém é necessário verificar a precisão do equipamento, pois tanto na mensuração da composição corporal quanto na realização ou não do protocolo de hidratação existirão diferenças nos resultados, independente do protocolo de hidratação ou não.
Abstract: Objective: to compare distinct bioimpedances (BIAs) in front of the gold standard for body composition in elderly women, verifying the existence of a correlation between the methods and the necessity or not of using a previous protocol of hydration. Methods: a cross-sectional, descriptive and comparative study with 83 elderly women aged 60 years or older attending the Center for the Cohabitation of the Elderly at the Catholic University of Brasília. In order to determine the body composition, we used x - ray Absorptiometry (DXA), InBody 120 and Biodynamics 310e, with and without hydration protocol. Results: Bioimpedance only showed no difference with and without protocol (p = 0.70). Among the age groups there was no difference in fat percentage (p = 0.44) and fat free lean mass (p = 0.22). In the total sample, Bioimpedances underestimate the percentage of body fat and underestimate lean fat free mass compared to DXA. According to nutritional status by the InBody 120, the percentage of fat in the elderly women with low weight, eutrophic and obese were equal to the DXA and fat-free lean mass in obese women. Conclusion: BIA is an instrument capable of measuring body composition in elderly women in front of DXA, but it is necessary to verify the accuracy of the equipment, since both the measurement of the body composition and the performance or not of the hydration protocol will exist differences in the results, independent of the hydration protocol or not.
Keywords: Idosas
Gerontologia
Composição corporal
Bioimpedância elétrica
Electrical impedance
Body composition
Gerontology
Elderly
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
???metadata.dc.publisher.initials???: UCB
???metadata.dc.publisher.department???: Escola de Saúde e Medicina
???metadata.dc.publisher.program???: Programa Stricto Sensu em Gerontologia
Citation: AYUB, Pollyanna. Comparação da bioimpedância frente ao padrão ouro para composição corporal em idosas. 2018. 84 f. Dissertação (Programa Stricto Sensu em Gerontologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2018.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2461
Issue Date: 26-Jun-2018
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PollyannaAyubDissertacao2018.pdfDissertação1.72 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.