Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2326
Type: Dissertação
Title: Relação entre a fragilidade, autopercepção de saúde e medo de quedas de idosos longevos
Author(s): Silva, Rogério Alves da 
First Advisor: Melo, Gislane Ferreira de
Summary: A fragilidade constitui-se em uma síndrome multidimensional que envolve uma interação complexa de fatores biológicos, psicológicos e sociais que culmina em um estado de maior vulnerabilidade, aliado ao maior risco de ocorrência de desfechos clínicos adversos como delírio, declínio funcional, mobilidade prejudicada, quedas, afastamento social, aumento da morbimortalidade e hospitalização. O objetivo desta pesquisa foi investigar a relação entre a fragilidade, a autopercepção de saúde e do medo de quedas de idosos longevos. Trata-se de um estudo do tipo analítico observacional, descritivo, quantitativo e de corte transversal. Os dados de medidas de fragilidade, de avaliação subjetiva da saúde e da escala de eficácia de queda, foram coletados por meio de formulários estruturados e validados. Para análise dos dados foi utilizado o software Statistical Package for Social Sciences - IBM 22.0, para as análises inferenciais foram utilizadas o Teste Qui-quadrado. O nível de significância estipulado para o estudo foi de p≤0,05. Os resultados permitem inferir que a fragilidade se apresenta alta em idosos longevos atendidos no Hospital da Universidade Católica de Brasília, administrado pelo Instituto do Coração do Distrito Federal (ICDF). Todos foram classificados como frágeis e pré frágeis, não sendo nenhum avaliado como robustos. Existe uma relação da fragilidade destes com o medo de quedas e com a faixa etária. A variável sexo não tem relação com nenhuma variável estudada. Quanto a percepção da saúde (auto referida) os idosos longevos avaliados percebem sua saúde como regular e boa, a grande maioria como boa, não diferindo com relação à faixa etária. Assim concluímos que nossa amostra apresenta altos níveis de fragilidade e que quanto mais frágil, maior o medo de cair. Porém, apesar de apresentarem altos níveis de fragilidade, estes avaliam sua saúde como boa.
Abstract: Fragility is a multidimensional syndrome that involves a complex interaction of biological, psychological and social factors that culminates in a state of greater vulnerability, together with the greater risk of adverse clinical outcomes such as delirium, functional decline, impaired mobility, falls, social withdrawal, increased morbidity and mortality and hospitalization. The objective of this research was to investigate the relationship between frailty, self-perception of health and fear of falls of elderly people. This is an observational, descriptive, quantitative and cross-sectional analytical study. Data on fragility measures, subjective health assessment and fall efficacy scale were collected using structured and validated forms. The Statistical Package for Social Sciences - IBM 22.0 software was used to analyze the data. For the inferential analyzes, the Chi-square test was used. The significance level stipulated for the study was p≤0.05. The results allow us to infer that the fragility is high in elderly people who are attended at the Catholic University Hospital of Brasília, administered by the Heart Institute of the Federal District (ICDF). All were classified as fragile and pre-fragile, none being rated as robust. There is a relation of the fragility of these with the fear of falls and with the age group. The variable sex has no relation with any variable studied. Regarding health perception (self-reported), the long-lived elderly evaluated perceived their health as regular and good, the great majority as good, and did not differ in relation to the age group. Thus we conclude that our sample presents high levels of fragility and that the more fragile, the greater the fear of falling. However, although they have high levels of fragility, they evaluate their health as good.
Keywords: Idosos
Fragilidade
Gerontologia
Quedas
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Parents: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Escola de Saúde e Medicina
Program: Programa Strictu Sensu em Gerontologia
Citation: SILVA, Rogério Alves da. Relação entre a fragilidade, autopercepção de saúde e medo de quedas de idosos longevos. 2017. 98 f. Dissertação (Programa Stricto Sensu em Gerontologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2017.
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2326
Document date: 31-Aug-2017
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RogerioAlvesdaSilvaDissertacao2017.pdfDissertação1.37 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.