Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2215
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorAlmeida, Jane de Oliveira Rabelo de-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7298632829733429por
dc.contributor.advisor1Ribeiro, Diaulas Costa-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8452624048767920por
dc.date.accessioned2017-08-10T17:35:06Z-
dc.date.issued2017-05-05-
dc.identifier.citationALMEIDA, Jane de Oliveira Rabelo de. Dilemas de vida e de morte: um estudo sociojurídico sobre a ortotanásia. 2017. 135 f. Dissertação (Programa Stricto Sensu em Direito) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2017.por
dc.identifier.urihttps://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2215-
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho é verificar que principais questões podem envolver a aceitação social do direito à implementação da ortotanásia no contexto das transformações trazidas pela evolução da tecnologia, da Bioética e, consequentemente, do Direito. Trata-se de um tema atual, complexo em si, por isso mesmo envolvendo o olhar de disciplinas diversas, como o Biodireito, a Filosofia e a Sociologia, essas representadas em seus elementos constituintes, como senso comum, ciência e cultura, respectivamente. A religião se destaca nesse contexto, pelo fato de o tema ter como objeto a morte e o tratamento dado a ela. Teoricamente, buscou-se caracterizar a evolução do Direito frente ao desenvolvimento social resultante das transformações tecnológicas e do surgimento da Bioética; analisar a ortotanásia no contexto dos desdobramentos da terminalidade da vida; destacar aspectos culturais que podem mobilizar a aceitação popular de questões polêmicas em geral e da ortotanásia em particular (senso comum, ciência); levantar, entre estudantes de Direito, aspectos objetivos e subjetivos que podem justificar o não empreendimento do prolongamento artificial da vida em pacientes terminais pelo médico. Empiricamente, os resultados demonstraram que ainda há muito desconhecimento sobre o assunto, o que dificulta ou impede respostas que claramente apontem as principais dificuldades da aceitação social da ortotanásia. Porém, ficou clara a tendência ao reconhecimento do direito de recusa à obstinação terapêutica o que, em si, já representa um avanço frente à cultura tradicional.por
dc.description.abstractThe objective of this study is to verify that the main issues may involve the social acceptance of the right to the implementation of ortotanasia in the context of the transformations brought about by the evolution of technology, Bioethics and, consequently, Law. It is a current theme, complex in itself, therefore involving the view of diverse disciplines, such as Biology, Philosophy and Sociology, which are represented in their constituent elements, such as common sense, science and culture, respectively. Religion stands out in this context, because the subject has the object of death and the treatment given to it. Theoretically, it was tried to characterize the evolution of the law in front of the social development resulting from the technological transformations and the emergence of Bioethics; analyzing ortotanasia in the context of the unfolding of the terminality of life; highlighting cultural aspects that can mobilize popular acceptance of controversial issues in general and ortotanasia in particular (common sense, science); to raise, among law students, objective and subjective aspects that may justify the non-undertaking of the artificial prolongation of life in terminal patients by the physician. Empirically, the results showed that there is still a lot of ignorance on the subject, which hinders or prevents answers that clearly point out the main difficulties of the social acceptance of ortotanasia. However, the tendency to recognize the right to refuse to therapeutic obstinacy was clear, which in itself already represents an advance against traditional culture.eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttps://bdtd.ucb.br:8443/jspui/retrieve/4899/JanedeOliveiraRabelodeAlmeidaDissertacao2016.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Católica de Brasíliapor
dc.publisher.departmentEscola de Humanidade e Direitopor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUCBpor
dc.publisher.programPrograma Strictu Sensu em Direitopor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDireitopor
dc.subjectBioéticapor
dc.subjectBiodireitopor
dc.subjectOrtotanásiapor
dc.subjectSenso comumpor
dc.subjectCiênciapor
dc.subjectCulturapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITOpor
dc.titleDilemas de vida e de morte: um estudo sociojurídico sobre a ortotanásiapor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JanedeOliveiraRabelodeAlmeidaDissertacao2016.pdfDissertação1.72 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.