Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2191
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorTonello, Laís-
dc.contributor.advisor1Boullosa, Daniel A.-
dc.date.accessioned2017-07-12T17:25:42Z-
dc.date.issued2014-01-01-
dc.identifier.citationTONELLO, Laís. A influência da atividade física no controle autonômico da frequência cardíaca em mulheres com diferentes escores de depressão. 2014. 152 f. Dissertação (Programa Stricto Sensu em Educação Física) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2014.por
dc.identifier.urihttps://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2191-
dc.description.resumoOs transtornos mentais afetam mais de 450 milhões de pessoas no mundo. Estima-se que em 2030 a depressão seja a doença mais comum do mundo. A depressão influencia de forma negativa no controle do sistema autônomo. Diante do crescimento descontrolado dessa doença e os potenciais riscos associados, alguns estudos apontaram para a importância do exercício e da atividade física como forma de prevenção e tratamento da depressão. Desta forma, o presente estudo tem como objetivo principal investigar a relação entre controle autonômico, depressão, atividade física e aptidão aeróbia em jovens mulheres. Participaram do estudo 51 mulheres, funcionárias da Universidade Católica de Brasília (UCB). Foram realizadas as seguintes avaliações: anamnese, eletrocardiograma de repouso, composição corporal, teste submáximo em cicloergômetro, teste de aptidão aeróbia, análise da variabilidade da frequência cardíaca (VFC), questionário para avaliar o nível de atividade física e sintomas depressivos, e a avaliação dos níveis de atividade física por meio de acelerômetro. Os resultados do presente estudo, demostraram correlação significativa entre os escores de depressão e o consumo máximo de oxigênio (VO2max) (r= -462, p=0,023), e percentual de gordura (r= 514, p= 0,010) e índice de massa corporal (r= 439, p= 0,032). No entanto, foram encontradas algumas correlações moderadas entre a recuperação da FC e vários índices de atividade física. O presente estudo concluiu que o exercício físico e a atividade física (AF) habitual são coadjuvantes para o controle dos escores de depressão, devido à importância que exercem na melhora dos níveis de aptidão cardiorrespiratória, %G, e IMC.por
dc.description.abstractMental disorders affect more than 450 million people worldwide. It is estimated that by 2030 depression will be the most common disease in the world. Depression negatively influences autonomic nervous system control. Given the uncontrolled growth of this disease and potential risks, some studies pointed out the importance of exercise and physical activity for prevention and treatment of depression. Thus, this study aims to investigate the relationship between autonomic control, depression, physical activity and aerobic fitness in young women. The study included 51 women employed at Catholic University of Brasilia (UCB). The following evaluations were performed: anamnesis, resting electrocardiogram, body composition, submaximal cycle ergometer test, aerobic fitness test, heart rate variability (HRV) analysis, a questionnaire to assess the level of physical activity and depressive symptoms, and the assessment of physical activity levels through accelerometry. The results of this study demonstrated significant correlations between depression scores and: maximum oxygen uptake (VO2max) (r= -462, p= 0.023), and body fat percentage (r= 514, p= 0.032) and body mass index (r= 439 p= 0,032). However, there were some moderate correlations between heart rate recovery and some indices of physical activity. This study concluded that exercise and habitual physical activity are adjuncts to control of depression scores, due to the importance they play in improved levels of cardiorespiratory fitness, percentage body fat and body mass index.eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttps://bdtd.ucb.br:8443/jspui/retrieve/4790/LaisTonelloDissertacao2014.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Católica de Brasíliapor
dc.publisher.departmentEscola de Saúde e Medicinapor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUCBpor
dc.publisher.programPrograma Strictu Sensu em Educação Físicapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducação físicapor
dc.subjectExercícios físicospor
dc.subjectSistema nervoso autônomopor
dc.subjectTranstornos mentaispor
dc.subjectDepressãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
dc.titleA influência da atividade física no controle autonômico da frequência cardíaca em mulheres com diferentes escores de depressãopor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LaisTonelloDissertacao2014.pdfDissertação11.25 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.