???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2036
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Os adolescentes e o uso do whatsapp: laços e embaraços nas suas sociabilidades
???metadata.dc.creator???: Munhóz, Ângelo Caminha 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Sousa, Carlos Ângelo de Meneses
???metadata.dc.description.resumo???: Com o objetivo de analisar como os adolescentes se apropriam do aplicativo de mensagens por dispositivos móveis WhatsApp e quais as consequências desse processo para as suas sociabilidades, foi realizado um estudo exploratório com treze estudantes, na faixa etária de 15 a 18 anos, de ambos os sexos, de um escola pública de Ensino Médio do Distrito Federal. A fundamentação teórica se baseou em Simmel, Lévy e Castells, entre outros. Os dados foram coletados por meio de questionários e realização de dois grupos focais e ao material foi dado um tratamento qualitativo, por meio da Técnica de Análise de Conteúdo de Bardin. Como principais resultados, destacaram-se a apropriação fluente do aplicativo WhatsApp na sua rotina diária, a maioria, de maneira moderada a intensa. No entanto, não estão utilizando prioritariamente o aplicativo para suas interações com os seus grupos sociais, prevalecendo, ainda, as interações de modo presencial. Alternam-se nas comunicações ditas offline e online. São motivados a utilizar pela necessidade de uma comunicação imediata e de ubiquidade, cujo aplicativo disponibilizam de modo fácil e simples, propiciando uma conectividade contínua, inerente ao espaço contemporâneo. Também como motivações, recebem influências dos amigos e colegas, do mercado capitalista e da condição financeira familiar. Como oportunidades para as suas sociabilidades, apontaram a manutenção e intensificação dos seus relacionamentos, o gregarismo e a ampliação das redes de contato. Em referência aos desafios, indicaram os conflitos de comunicação, a privacidade digital e o aparecimento pontual de sintomas psíquicos e físicos. As consequências quanto às suas sociabilidades transpareceram de maneira dualística em laços e embaraços, principalmente nos seus círculos sociais básicos. No círculo dos amigos, os laços se formam na intensidade e na afetuosidade que interagem. Os embaraços, entre outros, no receio de exclusão do grupo, na ocorrência de conflitos e na questão da privacidade. No círculo da família, em busca de segurança, contatam com os pais por meio do WhatsApp, mantendo os laços primários. A restrição ao uso do aplicativo, a ausência em grupos de conversa familiares ou uma participação desprazerosa geram os embaraços. No círculo social escolar, oportunizados pelos recursos disponíveis no aplicativo, tornam-se colaborativos no compartilhamento das tarefas escolares, no registro do conteúdo a ser estudado e na participação em grupos de interesse estudantil. Os embaraços surgem na coibição do uso dentro de sala de aula e na pretensa neutralidade da escola quanto à prevenção do cyberbullying. Conclusões são preliminares, induzidas pela revisão da literatura e pela interpretação relatada pelos pesquisados. Diante disso, entendemos que os avanços tecnológicos comunicacionais que estão ocorrendo no século XXI requerem do saber acadêmico novas pesquisas buscando analisar as possíveis consequências na vivência dos adolescentes.
Abstract: With the objective of analysing how teenagers appropriate the message app for mobile devices WhatsApp and what are the consequences of this process to their sociabilities, an exploratory study was made with thirteen students, of ages of 15 to 18 years, of both sexes, in a public high school of the Distrito Federal. The theoretical foundation was based on Simmel, Lévy and Castells, among others. The data was collected by means of questioners and implementation of two focal groups and the material was given a qualitative treatment by means of the Bardin's Content Analysis Technique. As the main results, the fluent appropriation of the WhatsApp app in their daily routine, mostly in a modest to intense way, stands out. However, the app is still not primarily used in their interactions with their social groups, prevailing, still, the face-to-face interactions. The online and offline communication are interchanged. They are motivated to use it by the need of immediate and ubiquitous communication, which the app makes available in an easy and simple way, allowing continuous connectivity, intrinsic to contemporary times. Also, as motivation, they receive influence from friends and colleagues, from the capitalist market and from the families' financial condition. As opportunities for their sociabilities, they pointed out the maintenance and intensification of their relationships, sociality and enlargement of their contact network. In relation to the challenges, they indicated the communication conflicts, digital privacy and the sporadic showing of psychic and physical symptoms. The consequences regarding their sociabilities transpired in dualistic manner as bonds and awkwardness, chiefly in their basic social circles. In the friend circle, the bonds arise from the intensity and warmth with which they interact. The awkwardness, among others, from the fear of exclusion from the group, conflicts and the matter of privacy. In the family circle, seeking security, they contact their parents through WhatsApp, keeping the primary bonds. The restriction to the use of the app, the absence of familiar talking groups or in an unpleasant participation generate the awkwardness. On the social school circle, given opportunity by the resources made available by the app, they become collaborative in sharing the school tasks, registering the subjects needed to be studied and participating in groups of student interest. The awkwardness arise from the restraint of the use inside classroom and from the pretentious neutrality of the school regarding the prevention of cyberbullying. The conclusions are preliminary, induced by the literature review and the interpretation reported by the researched. In face of this, we understand that the communication technology advances that are happening in the 21st century requires of the academic knowledge new researches seeking to analyse the possible consequences in the experience of the teenagers.
Keywords: Educação
Redes sociais
Sociabilidades
WhatsApp
Tecnologia da informação
Adolescentes
Interação social
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Católica de Brasília
???metadata.dc.publisher.initials???: UCB
???metadata.dc.publisher.department???: Escola de Educação, Tecnologia e Comunicação
???metadata.dc.publisher.program???: Programa Strictu Sensu em Educação
Citation: MUNHÓZ, Ângelo Caminha. Os adolescentes e o uso do whatsapp: laços e embaraços nas suas sociabilidades. 2016. 226 f. Dissertação (Programa Strictu Sensu em Educação) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2016.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/tede/2036
Issue Date: 1-Apr-2016
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AngeloCaminhaMunhozDissertacao2016.pdfDissertação1.87 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.