Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/951
Type: Tese
Title: Efeitos agudos e crônicos do exercício resistido sobre a pressão arterial de idosas : análise da possível influência do polimorfismo I/D do gene da ACE
Efeitos agudos e crônicos do exercício resistido sobre a pressão arterial de idosas : análise da possível influência do polimorfismo I/D do gene da ACE
Author(s): Mota, Márcio Rabelo 
First Advisor: Silva, Francisco Martins da
First co-advisor: Oliveira, Ricardo Jacó de
Summary: Propósito: O objetivo do presente estudo foi verificar a ocorrência e o comportamento da hipotensão pós-exercício (HPE) durante um período de quatro meses de treinamento resistido, bem como relacioná-la ao polimorfismo de inserção/deleção (I/D) do gene que expressa a enzima conversora de angiotensina (ECA) em mulheres hipertensas com idade entre 60 e 75 anos. Métodos: A amostra foi composta por 246 voluntárias mulheres hipertensas que realizaram a genotipagem, destas voluntárias 64 foram selecionadas e divididas em dois grupos: um grupo experimental (67,5±7,0 anos; 65,4±14,3 kg; 153,3±5,9 cm; 27,8±5,5 kg/m2 e pressão arterial média de 94,9±10,0 mmHg) que realizou o exercício resistido (n=32 - II 11, ID 9, II 12) e um grupo controle sem exercício (66,8±5,4 anos; 67,4±12,6 kg; 151,2±6,2 cm; 29,4±4,6 kg/m2 e pressão arterial média de 93,4±9,5 mmHg) grupo controle (n=32 - II 10, ID 11 e DD 11) durante 16 semanas. Foram 10 exercícios com duração de 40 minutos, três séries, três vezes por semana em uma ordem randomizada. O experimento foi constituído das seguintes sessões: 1) Sessão exercício resistido adaptação 3 semanas (TRA3S), 2) Teste 1RM, 3) Sessão de exercício resistido a 60% de 1RM 12 repetições (TR60%), 4) Sessão de exercício resistido a 70% de 1RM 10 repetições (TR70%) 5) Sessão de exercício resistido a 80% de 1RM 8 repetições (TR80%), 5) Grupo controle (CON). As aferições da pressão arterial sistólica (PAS) e da pressão arterial diastólica (PAD) foram realizadas durante 20 min em repouso pré-exercício (Pré Exerc), bem como a cada 15 min durante uma hora de recuperação pós-exercício (Rec) (Microlife BP 3AC1-1). A genotipagem foi realizada em toda a amostragem por meio da Reação em Cadeia de Polimerase (PCR). Resultados: Para verificar o a HPE foi realizada uma ANCOVA para medidas repetidas. A análise demonstrou uma redução na PAS de aproximadamente de 14 mmHg (p≤0,05). Na PAD houve redução de aproximadamente 3,6 mmHg (p≤0,05) entre os valores de repouso no período de treinamento. A analise demonstrou os genótipos I/D da ECA e a HPE da PAS, observou-se interação apenas no mês 2 [F(10,145)= 2,41; p= 0,02], no período de recuperação ao (Δrec 45 min) o genótipo DD (128,5±13,5 mmHg) diferiu do ID (112,2±14,1 mmHg) apresentando uma PAS maior (Δ=16,3 mmHg); e no período de recuperação de (Δrec 60min) o genótipo DD (134,8±14,2 mmHg) diferiu do ID (118,7±13,3 mmHg) apresentando uma PAS maior (Δ=16,1 mmHg) e para a PAD controlando o efeito do covariante, a ANCOVA não revelou diferenças significativas nos efeitos principais e nos efeitos de interação. Conclui-se que houve HPE para o grupo experimental, e que a redução crônica da pressão arterial de repouso pode ser traduzida com um relevante efeito protetor para o sistema cardiovascular das participantes do estudo, independente do genótipo da ECA apresentado. Por fim, não foram observadas associações significantes entre a HPE e os genótipos I/D da ECA
Abstract: Purpose: The present study was to investigate post-exercise hypotension (PEH) occurrence and behavior for a period of four months of resistance training, and relate it to the polymorphism of insertion / deletion (I / D) gene expresses the angiotensin-converting enzyme (ACE) in hypertensive women aged between 60 and 75 years old. Methods: The sample consisted of 246 hypertensive volunteer women who underwent genotyping, 64 of these volunteers were selected and divided into two groups: an experimental group (67.5 ± 7.0 years, 65.4 ± 14.3 kg; 153 3 ± 5.9 cm, 27.8 ± 5.5 kg / m 2 with arterial pressure from 94.9 ± 10.0 mmHg) who performed resistance exercise (n = 32 - II 11, ID 9, II 12) and a control group without exercise (66.8 ± 5.4 years, 67.4 ± 12.6 kg, 151.2 ± 6.2 cm, 29.4 ± 4.6 kg / m 2 and blood pressure average 93.4 ± 9.5 mmHg) control group (n = 32 - 10 II, ID and DD 11) for 16 weeks. There were 10 exercises lasting 40 minutes, three sets three times a week in a randomized order. The experiment consisted of the following sessions: 1) resistance exercise session, three weeks adaptation (TRA3S), 2) Test 1RM, 3) session of resistance exercise at 60% 1RM for 12 repetitions (TR60%), 4) the resistance exercise session 70% 1RM, 10 repetitions (TR70%) 5) session of resistance exercise at 80% 1RM, eight repetitions (TR80%), 5) control group (CON). Measurements of systolic blood pressure (SBP) and diastolic blood pressure (DBP) were performed for 20 min at rest pre-exercise (Pre Exerc) and every 15 min during an hour of post-exercise recovery (Rec) ( Microlife BP 3AC1-1). Genotyping was performed on all isolates using the Polymerase Chain Reaction (PCR). Results: To verify the HPE was performed an ANCOVA for repeated measures. The analysis showed a reduction in SBP of approximately 14 mmHg (p ≤ 0.05). DBP was reduced by approximately 3.6 mmHg (p ≤ 0.05) between resting values during the training. The analysis showed the genotype I / D polymorphism and PEH of SBP was observed only at month 2 interaction [F (10.145) = 2.41, p = 0.02] in the recovery period (45 min Δrec ) the DD genotype (128.5 ± 13.5 mmHg) differed from the ID (112.2 ± 14.1 mmHg) had a higher SBP (Δ = 16.3 mmHg) and the recovery period (60min Δrec ) the DD genotype (134.8 ± 14.2 mmHg) differed from the ID (118.7 ± 13.3 mmHg) had a higher SBP (Δ = 16.1 mmHg) and DBP for controlling the effect of the covariate, the ANCOVA revealed no significant differences in main effects and interaction effects. Conclusion: that there was HPE for the experimental group, and that the chronic reduction of resting blood pressure can be translated to a significant protective effect on the cardiovascular system of the study participants, regardless of ACE genotype presented. Finally, there were no significant associations between the HPE and genotypes I / D polymorphism
Keywords: hipotensão pós-exercício
treinamento resistido
microlife
enzima conversora de angiotensina (ECA)
gene
hypotension post-exercise
resistance exercise
microlife
angiotensin converting enzyme (ACE)
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
Language: por
Parents: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Educação Física
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citation: MOTA, Márcio Rabelo. Efeitos agudos e crônicos do exercício resistido sobre a pressão arterial de idosas : análise da possível influência do polimorfismo I/D do gene da ACE. 2010. 100 f. Tese (Doutorado em Educação Física) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2010.
Access Type: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/951
Document date: 9-Jun-2010
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marcio Rabelo Mota.pdf954.61 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.