Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/552
Type: Dissertação
Title: Um estudo da macroeconomia de crescimento e distribuição de renda pós-keynesiana: a questão da taxação ótima com agente maximizador intertemporal infinito
Author(s): Wei, Hugo Chu Chun 
First Advisor: Araújo, Ricardo Silva Azevedo
???metadata.dc.contributor.referee1???: Moreira, Tito Belchior Silva
???metadata.dc.contributor.referee2???: Almeida, Charles Lima de
Summary: O general Theory de Keynes, publicado em 1936, significou uma ruptura da teoria econômica clássica da época. Após a obra, iniciaram-se diversas tentativas de interpretações por parte de vários economistas e, dentre elas, destacaram-se duas escolas: a Neoclássica e a Pós-Keynesiana. Além do desenvolvimento específico de cada paradigma, as décadas seguintes foram marcadas por intensos debates em diversos campos da teoria econômica. Além de fazer o resgate de um desses debates, desenvolvidos no campo da teoria do crescimento econômico, a presente dissertação visou dar uma contribuição metodológico-investigativa. Partindo do artigo publicado por Faria e Araújo (2004), objetivou-se usar o arcabouço de maximização intertemporal infinito do tipo Ramsey (1928), considerado, por muitos, um instrumental rigorosamente neoclássico, dentro dos problemas pós-Keynesianos. Especificamente, o modelo de maximização de consumo da classe trabalhadora foi estendido no sentido da inclusão da variável lazer e foi dado ao governo um papel mais ativo na economia através das escolhas das taxações ótimas, tanto dos capitalistas, quanto dos trabalhadores. Além disso, procurou-se dar uma justificativa quanto ao uso do instrumental a la Ramsey em investigações pós-Keynesianas. Os resultados mostraram-se satisfatório, uma vez que a variável lazer está coerente conforme previa a teoria econômica e, além disso, verificou-se que as taxações sobre os ganhos de lucro não afetam o crescimento e a distribuição de renda no longo prazo, de tal forma que o financiamento dos gastos do governo seja provido unicamente dos impostos sobre os ganhos do trabalho, ou seja, salários.
Abstract: The general theory by Keynes, published in 1936, caused a true rupture of the classical economic theory at that time. After such a work, many attempts of interpretation have begun and, among them, two leading schools of thoughts: the Neoclassical and the Post-Keynesians. Besides the characteristic development of each school, the following decades were marked by intense debates. The present dissertation is an attempt to discuss one those fields where such debates occurred, that is, the theory of economic growth. Regarding from the article published by Faria and Araujo (2004), the objective was to use the infinite intertemporal maximization framework by Ramsey (1928), considered by many, a strict neoclassical instrument, within the post-Keynesian problems. Specifically, the objectives were to extend the utility maximization process of workers including the variable leisure and to give a more significant role to the government through the maximization of the indirect utility functions of both workers and capitalists. Besides, it was attempted to give a justification using the framework a la Ramsey in post Keynesian models. The results were satisfactory once, as foreseen by the economic theory, the variable leisure has a proper behavior and, moreover, it was verified that the taxation on profit affects neither the economic growth nor the wealth distribution. Furthermore, only gain from work, that is, wages, finances government spending.
Keywords: crescimento econômico
distribuição de renda
modelos intertemporais
economic growth
wealth distribution
intertemporal models
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::TEORIA ECONOMICA::ECONOMIA GERAL
Language: por
Parents: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Economia
Program: Programa de Pós-Graduação em Economia de Empresas
Citation: WEI, Hugo Chu Chun. Um estudo da macroeconomia de crescimento e distribuição de renda pós-keynesiana: a questão da taxação ótima com agente maximizador intertemporal infinito. 2005. 88 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Católica de Brasília, Brasilia, 2005.
Access Type: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/552
Document date: 14-Dec-2005
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Economia de Empresas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
abstract.pdf24.19 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.