???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1864
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Transexualismo : um estudo sobre a representação de si no método de Rorschach
???metadata.dc.creator???: Abreu, Frederico Guilherme Ocampo 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Amparo, Deise Matos do
???metadata.dc.contributor.referee1???: Oliveira, Roberto Menezes de
???metadata.dc.contributor.referee2???: Silva Neto, Norberto Abreu e
???metadata.dc.contributor.referee3???: Freitas, Martha Helena de
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho teve por objetivo analisar a representação de si em transexuais masculinos por meio do método de Rorschach, caracterizar o perfil psicológico desses participantes e realizar considerações sobre o diagnóstico diferencial do transexualismo com a psicose. O transexualismo se caracteriza por uma identificação de um indivíduo com o sexo oposto, acompanhado por um desejo de pertencimento a esse outro sexo e por um significativo desconforto com seu sexo anatômico. De acordo com psicanalistas estudiosos do fenômeno, meninos que, geralmente desde muito cedo, apresentam sinais de distúrbios ligados à identidade de gênero demonstram uma ligação excessiva e, por vezes, simbiótica com a mãe, ao passo que o pai se apresenta como uma figura ausente, não representando um modelo masculino adequado. Alguns autores (Stoller, 1982; Ceccarelli, 1997; 1998; 2003) defendem que esse modo de relação mãe-criança é responsável pela construção da identidade sexual, enquanto outros (Safouan, 1979; Frignet, 2002) afirmam que a incapacidade do pai em cumprir o papel de interventor dessa relação é a verdadeira causa do transexualismo, havendo, nesse caso, uma aproximação deste fenômeno com a clínica da psicose. O método utilizado neste trabalho foi o de estudo de caso. Quatro transexuais masculinos que aguardam autorização para cirurgia de redesignação sexual participaram do estudo. Os participantes encontravam-se, no momento da realização desta pesquisa, em acompanhamento multidisciplinar, avaliação psicológica e psicoterapia. Os instrumentos utilizados foram três entrevistas clínicas semidirigidas e o método de Rorschach. As entrevistas visaram o levantamento da história de vida dos participantes. Os protocolos do Rorschach permitiram a caracterização do perfil psicológico, a análise da representação de si e a discussão acerca do diagnóstico diferencial com a psicose. Os dados quantitativos dos protocolos de Rorschach foram classificados no método de Klopfer e os dados qualitativos indicativos da representação de si foram analisados por meio da abordagem psicanalítica com base nos estudos de Traubenberg & Sanglade (1984) e Chabert (1999). Os resultados sugerem que: (i) o perfil psicológico dos transexuais masculinos caracteriza-se, principalmente, por uma estrutura de ego muito fragilizada (F+% baixo) e pelo rebaixamento dos controles intelectivo (F%) e afetivo (FC : CF + C) ; (ii) o estudo da representação de si sugere uma imagem do corpo com diferentes níveis de fragilização, uma identificação sexual idealizada com o feminino e negativa com o masculino, uma maior ou menor capacidade de diferenciação eu-objeto e uma conturbada identificação com as figuras parentais; e (iii) uma estrutura de personalidade que pode variar entre neurótica, borderline e psicótica.
Abstract: This work aimed at analyzing the representation of the self in male transsexuals by means of the Rorschach method, characterizing participants psychological profile and undertaking some considerations about the diagnostic differences of transsexualism and psychoses. Transsexualism is characterized by one´s identification with the opposite sex, a strong desire of belonging to the other sex, and for a striking uneasiness of one´s actual anatomic sex. According to psychoanalysts who study this phenomenon, boys who, generally from very early age, present signs of gender identity disorders, show an excessive, and sometimes, symbiotic relationship with their mothers, whereas the father presents himself as an absent figure who does not constitute an adequate model of masculinity. Some authors (Stoller, 1982; Ceccarelli, 1997; 1998; 2003) support that this type of relationship between mother and child is responsible for the building up of one´s sexual identity, whereas others (Safouan, 1979; Frignet, 2002) maintain that fathers lack of capacity to intervene in this relationship is the real cause of transexualism, that makes it similar to the clinic of psychosis. The method used in this investigation was case study. Participants were four male transsexuals who were waiting authorization to undertake sexual re-designation medical operation. During the period of data collection participants were in multidisciplinary care, psychological evaluation and undertaking psychotherapy. Case study instruments comprised three semi-directed clinical interviews and the Rorschach method. The interviews explored participants life history. The Rorschach protocols allowed for the characterization of participants psychological profile, the analysis of their representation of the self and the discussion about differences in diagnostic between transexualism and psychosis. The Klopfer method was used to categorize the quantitative data of the Rorschach s protocols, whereas the psychoanalytic approach of authors such as Traubenberg & Sanglade (1984) e Chabert (1999) were used to sort out the qualitative data about participants representation of the self. Results suggest that: (i) the psychological profile of male transsexuals is mainly characterized by a highly fragile ego structure (F+% low) and by a low intellective (F%) and affective (FC : CF + C) control; (ii) the study of self-representation put forward a body image with different levels of vulnerability, a sexual identity which is idealized with the feminine and negative concerning masculinity, a major or minor capacity of differentiation self-object, and an upsetting identification with the parental figures; e (iii) a personality structure which can vary between neurotic, borderline and psychotic
Keywords: transexualismo
Rorschach
representação de si
imagem do corpo
identidade
identificação
transsexualism
Rorschach
representation of the self
body image
identity, identification
transsexualismo; psicologia
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
???metadata.dc.publisher.initials???: UCB
???metadata.dc.publisher.department???: Psicologia
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: ABREU, Frederico Guilherme Ocampo. Transexualismo : um estudo sobre a representação de si no método de Rorschach. 2005. 114 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2005.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1864
Issue Date: 15-Dec-2005
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Transexualismo.pdf405 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.