Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1821
Type: Dissertação
Title: Relação entre condições para criar e satisfação no trabalho : o caso de pesquisadores de uma empresa pública
Author(s): Sousa, Giovana Zappalá Porcaro 
First Advisor: Fukuda, Cláudia Cristina
Summary: Dissertação (mestrado) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2013 O presente estudo teve por objetivo descrever a relação entre as condições para criar e a satisfação no trabalho de pesquisadores, considerando aspectos do indivíduo, do local de trabalho e do cargo. A pesquisa foi realizada com 367 pesquisadores de uma empresa pública de pesquisa de âmbito nacional. Adotou-se o conceito de criatividade organizacional como criação de ideias, processos, produtos e/ou serviços novos que tragam uma contribuição valiosa para a organização ou para as pessoas que trabalham naquele contexto e que possa ser implementável e de satisfação no trabalho como a totalização do quanto o indivíduo que trabalha vivencia experiências prazerosas no trabalho . Utilizaram-se dois instrumentos nacionais: o Indicadores de Condições para Criar no Trabalho (ICCAT) e a Escala de Satisfação no Trabalho (EST). O ICCAT é composto por duas escalas: condições favoráveis à criatividade, com 36 itens em 6 fatores, e condições desfavoráveis, com 24 itens em 3 fatores. Utilizou-se a EST em sua forma reduzida, com 5 fatores e 15 itens. Após a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa, aplicou-se o questionário por meio de um software livre com o consentimento livre e esclarecido de todos os participantes. Para análise dos dados, recorreu-se à análise fatorial, a testes t, a correlações, à Anova (Análise de variância) e à modelagem de equações estruturais. Realizaram-se análises fatoriais confirmatórias do ICCAT e da EST, que demonstraram a estabilidade fatorial das escalas. Procedeu-se também à análise de convergência do ICCAT. Em seguida, verificou-se que, em relação às condições para criar, há maior percepção dos pesquisadores de liberdade e de desafio como aspectos favoráveis e de atuação inadequada do gestor como aspecto desfavorável. Quanto à satisfação, os pesquisadores são mais satisfeitos com a natureza do trabalho. Os resultados também demonstraram baixa relação entre condições para criar e satisfação no trabalho e variáveis sociobiográficas. Quanto às variáveis do cargo, identificou-se que pesquisadores que ocupavam função de confiança ou que estavam em coordenação de equipes tinham maior percepção de condições favoráveis para criar e satisfação com o trabalho. Quanto ao local de trabalho, identificou-se que pessoas que estão lotadas em unidades de pesquisa percebiam mais desafios e mais facilidade de comunicação, menos tempo e mais excesso de serviço que os lotados em unidades de suporte à pesquisa. Esses resultados, em geral, estão alinhados com a literatura revisada. Por fim, elaborou-se e testou-se um modelo que explica que as condições de trabalho propícias para a criatividade atuam na satisfação no trabalho de pesquisadores, ou seja, suporte do gerente imediato e liberdade de ação atuam positivamente e atuação inadequada do gestor atua negativamente na satisfação com a chefia; liberdade de ação e bom clima entre os colegas promovem satisfação com os colegas; e atividades desafiantes promovem a satisfação com a natureza do trabalho.
Abstract: This study aimed to describe the relationship between conditions for creating and job satisfaction of researchers, considering aspects of the individual, the workplace, the job and the post. The survey was conducted with 367 researchers from a nationwide public research company. We adopted the concept of organizational creativity as "the creation of ideas, processes, products and/or new services that bring a valuable contribution to the organization or to the people working in that context and that can be implementable" . For job satisfaction, the concept adopted was the "totalization of the amount of pleasurable experiences that individual who works has at work". Two national instruments were used: Indicators of the Conditions for Creating in the Workplace (ICCAT) and the Job Satisfaction Scale (EST). The ICCAT is composed of two scales: favorable conditions for creativity, with 36 items in 6 factors, and unfavorable conditions, with 24 items in 3 factors. The EST was used in its reduced form, with 5 factors and 15 items. After the project was approved by the Committee of Ethics in Research, the questionnaire was applied through a free software with the consent of all participants. For data analysis, we used factor analysis, t tests, correlations, ANOVA (analysis of variance) and structural equations. ICCAT and EST Confirmatory factor analyzes were conducted, and demonstrated the factor stability of the scales. It was also made an analysis that showed the convergence of the scales. Then it was found that, in relation to the conditions to creating, researchers consider freedom and challenge as favorable aspects and the inadequate performance of the manager as an unfavorable aspect. Regarding satisfaction, researchers are more satisfied with the nature of the work. The results also showed that there is little relationship between conditions to create, job satisfaction and sociobiographical variables. Regarding the post, we found that researchers who occupied a position of trust or who were coordinating teams had greater perception to create favorable conditions and job satisfaction. In relation to the workplace, it was found that people who are allocated in research units perceived more challenges and easier communication, less time and more overwork than those people allocated in units of support to research. In general, these results are aligned with peer-reviewed literature. Finally, it was designed and tested a model that explains that working conditions conducive to creativity at work are related to researchers job satisfaction. In other words, the manager s support, freedom of action and adequate performance of the manager promote satisfaction with management; freedom of action and good atmosphere among colleagues promote satisfaction with colleagues; and challenging activities promote satisfaction with the nature of the work.
Keywords: psicologia
eficiência organizacional
satisfação no trabalho
qualidade de vida no trabalho
criatividade
empresa pública
creativity
job satisfaction
structural equation modeling
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Parents: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Psicologia
Program: Programa de Pós-Graduação em Psicologia
Citation: SOUSA, Giovana Zappalá Porcaro. Relação entre condições para criar e satisfação no trabalho : o caso de pesquisadores de uma empresa pública. 2013. 177 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2013.
Access Type: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1821
Document date: 23-Nov-2013
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Giovana Zappala Porcaro Sousa.pdf1.97 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.