Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1701
Type: Dissertação
Title: De coisa de pequeno burguês para um debate relevante: a trajetória ambiental do movimento dos trabalhadores rurais sem terra (MST) 1984-2004
Author(s): Vignatti, Marcilei Andrea Pezenatto 
First Advisor: Araujo, Paulo Ricardo da Rocha
???metadata.dc.contributor.referee1???: Dias, Genebaldo Freire
???metadata.dc.contributor.referee2???: Sato, Michèlle
Summary: (Objetivo) Este trabalho contextualiza o processo de aproximação e de abordagem da temática ambiental no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Teve como objetivo principal identificar a Educação Ambiental que vem sendo construída neste movimento social, considerando o período de análise de 1984 a 2004. (Metodologia) Foram pesquisados o Setor de Produção, Cooperação e Meio Ambiente e o Setor de Educação do MST, nas suas instâncias de decisão, com sede em Brasília (DF). Utilizou-se da pesquisa semi-estrutura (na qual foram entrevistados dirigentes dos setores acima citados), análise documental e bibliográfica (documentos, projetos, cartilhas e publicações científicas relacionadas ao tema) e pesquisa participante (atividades, reuniões, encontros e seminários promovidos pelos dois setores). (Resultados) O MST incorpora a discussão ambiental a partir de duas motivações principais: o movimento de influências externas - discussões sobre a questão ambiental a partir da década de 70 - e o processo interno de maturação da sua organicidade, na qual a vertente educacional contribuiu sobremaneira na formação de um sujeito social que em determinado momento toma a dimensão ambiental como mais uma das dimensões do seu processo de formação. A abordagem ambiental no MST é construída considerando as seguintes dimensões: política (fortalecimento da organização MST), econômica (garantia de renda e autonomia aos assentados), cultural (a reprodução social enquanto classe, com seus valores, costumes e crenças), ideológica (a contraposição ao modelo hegemônico de agricultura) e a dimensão sociológica (os elos e as alianças com outras organizações sociais do mesmo campo contra hegemônico). A Educação Ambiental ainda encontra-se em estágio embrionário, mas representa, sobretudo, nos arranjos produtivos, um grande avanço na tomada de consciência, porque tem promovido mudanças significativas na relação dos assentados com a natureza. No entanto, falta se consolidar, do ponto de vista da educação formal - nas escolas e cursos do MST - como uma questão importante no processo educativo
Abstract: This work gives a context to the process of approach and boarding the environmental thematic in the Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST (Movement of the Agricultural Workers Without Land). This work had as the main purpose to identify the Enviromental Education that has been constructed in this social movement, considering the period of analysis between 1984 and 2004. (Methodology) The Sector of Production, Cooperation and Environment had been searched and the Sector of Education of the MST, in its instances of decision, with headquarters in Brasília/DF. A half-structure research was used (in which they had been interviewed leading of the sectors above cited) bibliographical and documentary analysis (documents, projects, manuals and related scientific publications to the subject had been studied) and participant searches (activities, meetings and seminaries promoted for the two sectors) (Results) The MST incorporates the ambient quarrel from two main motivations: the movement of external influences - quarrels on the environmental question from the 70's and the internal process of maturation of its organization, in which the educational source contributed excessively in the formation of a social citizen who, in determined moment, takes the environmental dimension as one more of the dimensions of his formation process. The environmental boarding in MST is constructed considering the following dimensions: political (to fortify the organization of MST), economic (guarantee of income and autonomy to the seated ones), cultural (the social reproduction while a group, with its values, customs and beliefs), ideological (the contraposition to the hegemonic model of agriculture) a the sociological dimension (the links and the alliances with other social organizations of the same field against hegemonic). The Environmental Education still remains in embryonic stage but it represents in the productive arrangements over all a great advance in the conscience, while taking decision, because it has promoted significant changes in the relation of the seated ones with the nature. However, it lacks the consolidation of it as an important matter of the educative process in the schools and courses of MST under the point of view of the formal education.
Keywords: educação ambiental; reforma agrária; movimento dos trabalhadores rurais sem terra
educação ambiental
MST
questão ambiental
environmental education
MST
environmental matter
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA::COMPORTAMENTO POLITICO::CLASSES SOCIAIS E GRUPOS DE INTERESSE
Language: por
Parents: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Gestão Ambiental
Program: Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Gestão Ambiental
Citation: VIGNATTI, Marcilei Andrea Pezenatto. De coisa de pequeno burguês para um debate relevante: a trajetória ambiental do movimento dos trabalhadores rurais sem terra (MST) 1984-2004. 2006. 121 f. Dissertação (Mestrado em Gestão Ambiental) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2006.
Access Type: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1701
Document date: 21-Mar-2006
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Planejamento e Gestão Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO FINAL - MARCILEI.pdf508.92 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.