Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1543
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRibeiro, Nara Viana Costapt_BR
dc.contributor.advisor1Fresneda, Paulo Sérgio Vilchespt_BR
dc.contributor.referee1Alonso, Luiza Beth Nunespt_BR
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787995P6por
dc.contributor.referee2Leitao, Jacqueline Silveira de Sapt_BR
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4763107A3por
dc.date.accessioned2016-06-24T04:20:23Z-
dc.date.available2008-12-04pt_BR
dc.date.issued2008-06-24pt_BR
dc.identifier.citationRIBEIRO, Nara Viana Costa. Motivos que dificultam a participação ativa em comunidades virtuais : um estudo qualitativo em uma organização do setor de comunicações. 2008. 143 f. Dissertação (Mestrado em Informática) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2008.por
dc.identifier.uri https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1543-
dc.description.resumoO conhecimento, atualmente, é considerado pelas organizações como um ativo valioso na obtenção de vantagem competitiva. Por isso, essas organizações estão conscientizando-se da importância estratégica da implantação e desenvolvimento de iniciativas de Gestão do Conhecimento. Diante disso, e também, em decorrência da globalização e do avanço da tecnologia da informação, as Comunidades Virtuais como uma iniciativa rumo à Gestão do Conhecimento surgem como uma proposta promissora. Embora a tecnologia da informação represente uma facilidade para criação de comunidades virtuais, por outro lado, como desafio a literatura aponta a existência de um baixo nível de participação ativa dos membros em algumas comunidades. Sendo assim, o objetivo desse trabalho foi realizar um estudo qualitativo para conhecer os motivos que levam os membros a não participarem ativamente das comunidades virtuais no ambiente organizacional. Para isso, realizou-se um estudo de campo em uma organização pública da área de Comunicações. A pesquisa foi estruturada dentro de uma perspectiva quantitativa e qualitativa. Os procedimentos de coleta de dados envolveram o uso de questionários de opinião e a condução de entrevistas, fundamentadas no método de grupos focais, em comunidades virtuais existentes no âmbito dessa organização. Para a pesquisa quantitativa foram usados 17 fatores levantados na literatura e relacionado em um estudo já existente sobre o tema. Esses fatores foram submetidos à avaliação dos membros das comunidades virtuais dessa organização, para que apontassem, baseados em suas experiências, quais eram considerados em suas opiniões fatores que dificultavam à participação. Posteriormente, realizou-se entrevistas de grupos focais para conhecer os motivos pelos quais os fatores apontados como mais importantes eram considerados barreiras à participação. Como resultado da pesquisa quantitativa os fatores apontados como mais importantes foram: (i) Falta de tempo para participar da comunidade; (ii) Falta de apoio da organização à comunidade; (iii) Falta de moderação atuante na comunidade; (iv) Falta de validação dos conteúdos da comunidade e divulgação dos resultados; (v) Falta de realização de eventos presenciais na comunidade; (vi) Falta de conhecimento preexistente dos membros com relação ao que é discutido na comunidade. E, na pesquisa qualitativa foi possível aprofundar e identificar alguns dos motivos, existentes por trás desses fatores, para os membros não participarem ativamente das comunidades virtuais que operam no âmbito da organização-alvo deste estudo. Por fim, os resultados encontrados reforçaram que o grande desafio em desenvolver comunidades virtuais no ambiente organizacional não está apenas em criá-las, mas também em estabelecer condições para que os membros possam compartilhar e gerar novos conhecimentos por meio de uma participação ativa.por
dc.description.abstractThe Knowledge, currently, is considered by organizations as a valuable asset in gaining a competitive advantage. Hence, such organizations are acquiring the conscience the strategic importance of establishment and development of initiatives for Knowledge Management. Given this, and also, due to globalization and the advancement of information technology, the Virtual Communities as an initiative towards Knowledge Management emerge as a promising proposal. While information technology represents a facility for creating virtual communities, moreover, as challenge the literature suggests that there is a low level of active participation of members in some communities. Therefore, the objective of this study was a qualitative study to ascertain the reasons which lead the members not to participate actively in the virtual communities organizational environment. For this reason, we did a field study of a public organization in the area of Communications. The research was structured in a qualitative and quantitative standpoint. The procedures for data collection involving the use of questionnaires of opinion and conducting interviews, based on the method of focus groups, in virtual communities existing within that organization. For the quantitative research were used 17 factors raised in the literature and in a related study existing on the subject. These factors were submitted to the assessment of the members of virtual communities that organization, so that point, based on their experiences, which were considered in their views factors that made it difficult the participation. Subsequently, we did interviews with focus groups to hear the reasons why the factors identified as most important were considered barriers to participation. As a result of quantitative research the factors identified as most important were: (i) lack of time to join, (ii) lack of support from the community organization, (iii) Lack of moderation active in the community, (iv) Lack of validating the content of the community and dissemination of results, (v) lack of realization of events presence in the community, (vi) lack of knowledge of existing members with respect to what is discussed in the community. And in qualitative research was possible to deepen and identify some of the reasons that are behind these factors, not for members of virtual communities participate actively engaged in organization the target of this study. Finally, the results reinforced that the great challenge in developing virtual communities in the organizational environment is not only in creating them, but also to establish conditions so that members can share and generate new knowledge by means of an active articipation.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttps://bdtd.ucb.br:8443/jspui/retrieve/3562/Texto%20completo%20Nara%20-2008.pdf.jpg*
dc.thumbnail.urlhttps://200.214.135.178:8443/jspui/retrieve/8576/Texto%20completo%20Nara%20-2008.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Católica de Brasíliapor
dc.publisher.departmentInformáticapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUCBpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informaçãopor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectcomunidade online; tecnologia da informaçãopor
dc.subjectgestão do conhecimentopor
dc.subjectcomunidades virtuaispor
dc.subjectparticipação ativapor
dc.subjectbarreiras e motivos da baixa participaçãopor
dc.subjectknowledge managementeng
dc.subjectvirtual communitieseng
dc.subjectactive participationeng
dc.subjectbarriers and reasons for low participationeng
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADASpor
dc.titleMotivos que dificultam a participação ativa em comunidades virtuais : um estudo qualitativo em uma organização do setor de comunicaçõespor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Texto completo Nara -2008.pdf1.14 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.