Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1493
Type: Dissertação
Title: Barreiras à participação em comunidades virtuais
Author(s): Silva, Maristela Jesus da
First Advisor: Fresneda, Paulo Sérgio Vilches
???metadata.dc.contributor.referee1???: Alonso, Luiza Beth Nunes
???metadata.dc.contributor.referee2???: Tonet, Helena Correa
Summary: A despeito das facilidades que as tecnologias de informação e comunicação oferecem à criação e ao funcionamento de comunidades virtuais e à sua proliferação dentro e fora das organizações ao redor do mundo, a literatura e a prática específicas da área apontam para a existência de um baixo nível de participação ativa dos membros nessas comunidades. Entende-se por participação ativa uma participação influente, interessada, caracterizada pela ação de cooperação e reciprocidade e pela presença freqüente na vida da comunidade. Com base nessa constatação, este estudo propõe identificar, descrever e verificar alguns fatores que se apresentam como barreiras à participação ativa dos membros em comunidades virtuais. Para isso, realizou- se pesquisa bibliográfica e entrevistas com o objetivo de identificar esses fatores e descrevê- los e pesquisa de campo como meio de investigação empírica para avaliar a percepção dos membros de comunidades virtuais com relação aos fatores identificados. Foram identificados na literatura 16 fatores e nas entrevistas um. A pesquisa de campo foi realizada junto a uma amostra de membros de diferentes comunidades virtuais dispersos geograficamente. Como resultado, concluiu-se que: (i) dos 17 fatores identificados 15 foram validados pela amostra como barreiras à participação ativa em comunidades virtuais; (ii) em relação às barreiras validadas, existem diferenças de percepção entre membros centrais, ativos e periféricos, entre participantes de comunidades internas e externas às organizações e entre participantes mais e menos experientes; (iii) existem evidências de outras barreiras além daquelas identificadas no estudo. Por fim, dada a quantidade de barreiras validadas pela amostra, é possível afirmar que o desafio em desenvolver comunidades virtuais não é apenas criá-las, mas também estabelecer condições para que os membros possam compartilhar e gerar novos conhecimentos por meio de uma participação ativa.
Abstract: In spite of the facilities that technologies of information and communication offer to the creation and the functioning of virtual communities and to their proliferation inside and outside of organizations around the world, specific literature and practice points out the existence of a low level of active participation of members in those communities. Active participation is understood by an influential and interested participation, characterized by an action of cooperation and reciprocity and by its frequent presence in the community s life. Based on that assumption, this study proposes to identify, to describe and to verify some elements that constitute themselves as barriers to the active participation of members in virtual communities. For that, a bibliographic research and some interviews were made, aiming to identify those factors and to describe them; a field research was made as well, as way of empirical investigation to evaluate the perception of the virtual communities members, concerning the identified factors. In literature were identified 16 factors and in the interviews one was identified. The field research was made with a sample of members from different virtual communities geographically dispersed. The results lead to conclude that: (i) 15 of the 17 identified factors were validated by the sample as barriers to the active participation in virtual communities; (ii) there are differences of perception between central, active and peripheral members, between participants of communities placed inside and outside the organizations and between participants more and less experienced regarding the validated barriers; (iii) there are evidences of other barriers beside those identified in the study. Finally, given the quantity of barriers validated by the sample, it is possible to affirm that the challenge of establishing virtual communities is not only to create them, but also to set up conditions to the members to share and to generate new knowledge by the means of an active participation.
Keywords: tecnologias da informação
barreiras
comunidades vrtuais
participação ativa
active participation
barriers
virtual communities
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::CIENCIA DA COMPUTACAO::METODOLOGIA E TECNICAS DA COMPUTACAO::SISTEMAS DE INFORMACAO
Language: por
Parents: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Informática
Program: Programa de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação
Citation: SILVA, Maristela Jesus da. Barreiras à participação em comunidades virtuais. 2007. 173 f. Dissertação (Mestrado em Informática) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2007.
Access Type: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1493
Document date: 28-Feb-2007
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gestão do Conhecimento e da Tecnologia da Informação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Texto Completo.pdf733.73 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.