???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/148
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Mapeamento genético de locos de resistência a Magnaporthe grisea em linhagens puras recombinantes de arroz (Oryza sativa L.)
???metadata.dc.creator???: Araújo, Bruna Jaqueline Ohse Rosa de
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Ferreira, Marcio Elias
???metadata.dc.contributor.referee1???: Grattapaglia, Dario
???metadata.dc.contributor.referee2???: Capdeville, Guy de
???metadata.dc.contributor.referee3???: Rangel, Paulo Hideo Nakano
???metadata.dc.description.resumo???: O fungo Magnaporthe grisea é o agente causal da brusone, a doença de maior importância da cultura do arroz. A identificação e utilização de genes de resistência à brusone tem se mostrado a maneira mais efetiva e econômica de controlar a doença. A busca de resistência durável ao patógeno depende do conhecimento detalhado do processo de interação patógenohospedeiro. A localização de genes de resistência no genoma de arroz e o desenvolvimento de estratégias de emprego de genes de resistência completa e/ou parcial no melhoramento genético é parte importante do desenvolvimento de variedades melhoradas. Isto é particularmente relevante no melhoramento de arroz de sequeiro, onde o impacto da doença é significativo, por vezes causando a perda total da produção. A identificação e localização no genoma de genes de resistência à brusone na interação entre isolados de M. grisea coletados no Brasil e variedades de arroz é ainda inédita. Nenhum gene de resistência a isolados específicos do patógeno coletados no Brasil foi mapeado no genoma de arroz até o momento. O objetivo deste trabalho foi identificar regiões do genoma de arroz associadas ao controle de resistência à brusone utilizando isolados do patógeno coletados na região Central do Brasil e variedades tradicionais de arroz do Banco de Germoplasma da Embrapa. Para isto, uma população de linhagens puras recombinantes (RILs Recombinant Inbred Lines) derivadas do cruzamento entre as variedades Chorinho (variedade tradicional - resistente) e Amaroo (variedade comercial - suscetível) foi utilizada para mapear locos de resistência ao isolado P33 (raça fisiológica ID-10), coletado em Formoso do Araguaia, TO. A fenotipagem de resistência à doença na população segregante foi realizada em condições controladas de casa de vegetação. As plantas foram inoculadas com uma suspensão de conídios monospóricos (3x105 conídios/ml) e avaliadas com base em uma escala de notas (1 a 9) de fenótipo da interação patógeno-hospedeiro. A genotipagem da população segregante foi feita com 124 marcadores microssatélites (SSR) distribuídos no genoma de arroz, utilizando um seqüenciador automático ABI-3700. Foi construído um mapa genético dos 12 cromossomos de arroz, com 1240 cM e distância de recombinação média entre marcadores de 10,0 cM. A fenotipagem da população RILs e testes de ligação com os 124 locos microssatélites genotipados possibilitou a identificação de três locos no cromossomo 7 (RM7441, RM505 e RM234) e dois locos no cromossomo 8 (RM7285 e RM3153) significativamente associados ao controle de resistência ao isolado M. grisea P-33. O loco mapeado no cromossomo 7 foi provisoriamente denominado Pi-Ch1 e o mapeado no cromossomo 8, Pi-Ch2. Os alelos de resistência ao patógeno nas duas regiões genômicas foram doados pela variedade tradicional de arroz Chorinho. Marcadores microssatélites ligados a genes de resistência à brusone em outros cruzamentos e mapeados no presente estudo corroboram os resultados dos testes de ligação. Testes genéticos poderão identificar se os locos Pi-Ch1 e Pi-Ch2 são alélicos ou não a outros genes já relatados. O mapeamento de locos de resistência à brusone utilizando isolados coletados no Brasil Central, onde a quebra de resistência em variedades melhoradas ocorre em curto período após o lançamento, é um importante passo na compreensão dos mecanismos de resistência ao patógeno e para o desenvolvimento de estratégias de seleção para resistência durável à doença.
Abstract: The fungus Magnaporthe grisea is the causal agent of the blast, disease of greatest importance to rice cultivation. The identification and use of blast resistance genes has been the most effective and economical way to control the disease. The search for durable resistance to the pathogen depends on detailed knowledge of the process of host-pathogen interaction. The location of resistant genes in the genome of rice and development of strategies for employment of full or partial resistance genes in breeding is an important part of the development of improved varieties. This is particularly relevant to the improvement of upland rice, where the impact of the disease is significant, sometimes causing a total loss of production. The identification and location in the genome of blast resistance genes involved in the interaction of M. grisea isolates collected in Brazil and varieties of rice has not been described yet. No gene for resistance to specific isolates of the pathogen collected in Brazil has been mapped in the genome of rice so far. The objective of this work was to identify regions of the genome linked to the control of rice blast resistance using isolates of the pathogen collected in the Central region of Brazil and traditional varieties of rice of Embrapa´s Germplasm Bank. For this, a population of recombinant inbred lines (RILs) derived from a cross between varieties Chorinho (traditional variety - resistant) and Amaroo (commercial variety - susceptible) was used to map loci for resistance to isolate P33 (physiological race ID-10), collected in Formoso do Araguaia, TO. The plant-pathogen interaction phenotype was evaluated under greenhouse controlled conditions. The plants were inoculated with a suspension of monosporic conidia (3x105 conidia/ml) and evaluated on a scale of notes (1 to 9). The genotyping of each RIL was obtained on 124 microsatellite markers (SSR) distributed in the genome of rice, using an ABI-3700 automatic DNA sequencer. A genetic map covering 1240 cM of the 12 chromosomes of rice, with10.0 cM of average recombination distance was constructed. Linkage analysis of marker loci and phenotypic data allowed the identification of three loci on chromosome 7 (RM7441, RM505 and RM234) and two loci on chromosome 8 (RM7285 and RM3153) significantly associated with the control of resistance to isolate M. grisea P-33. The resistance locus mapped on chromosome 7 was called Pi-Ch1 and the one mapped on chromosome 8, Pi-Ch2. The resistance alleles in the two genomic regions were donated by the traditional variety of rice Chorinho. Microsatellite markers linked to blast resistance genes in other crosses corroborate the results of linkage tests performed in this study. Future genetic tests can identify whether the loci Pi-Ch1 and Pi-Ch2 are allelic or not to the other genes already reported. The mapping of blast resistance loci using isolates collected in central Brazil, where resistance break down occurs in a short period after release, is an important step in understanding the mechanisms of resistance to the pathogen and in the development of strategies for selection for durable resistance to rice blast.
Keywords: Magnaporthe grisea
microssatélites
arroz
mapeamento genético
resistência durável
Magnaporthe grisea
microsatellite
rice
genetic mapping
durable resistance
rroz - doenças e pragas; mapeamento cromossômico; Brusone; Repetições de Microssatélites
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
???metadata.dc.publisher.initials???: UCB
???metadata.dc.publisher.department???: Ciências Genômicas, Genética Molecular e de Populações, Biotecnologia Molecular
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências Genômicas e Biotecnologia
Citation: ARAÚJO, Bruna Jaqueline Ohse Rosa de. Mapeamento genético de locos de resistência a Magnaporthe grisea em linhagens puras recombinantes de arroz (Oryza sativa L.). 2008. 90 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Genômicas, Genética Molecular e de Populações, Biotecnologia Molecular) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2008.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/148
Issue Date: 28-Nov-2008
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Ciências Genômicas e Biotecnologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Texto completo Bruna Ohse - 2008.pdf2.24 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.