Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1203
Type: Dissertação
Title: Funcionalidade de membros superiores, autoimagem e autoestima de mulheres submetidas ao tratamento para câncer de mama segundo seus perfis psicológicos de gênero
Author(s): Albuquerque, Viviane Tobias 
First Advisor: Melo, Gislane Ferreira de
Summary: O câncer de mama (CM) é a neoplasia mais comum entre as mulheres sendo a idade apontada como principal fator de risco para sua ocorrência. Os tratamentos utilizados no controle da doença, especialmente quando diagnosticada em estádios avançados, são responsáveis por inúmeras complicações físicas e psicológicas. Entretanto, apesar da homogeneidade dos tratamentos, suas repercussões são diferentes para cada mulher, sendo influenciadas por características de personalidade peculiares a cada uma. Os esquemas de gênero são definidos como lentes que moldam e norteiam o comportamento individual perante as diferentes situações vivenciadas e, dessa forma, poderia ser fator determinante nas respostas físicas e/ou psicológicas de mulheres submetidas ao tratamento do CM. Assim, o objetivo geral deste estudo foi verificar a influência do perfil psicológico de gênero na funcionalidade de membros superiores (MS), autoimagem (AI) e autoestima (AE) de mulheres submetidas ao tratamento para câncer de mama. Além disso, foi realizada avaliação da prevalência de complicações físicas alterações de sensibilidade, dor, linfedema e limitação de amplitude de movimento (ADM) de ombro e verificada a relação entre as mesmas, bem como, sua influência sobre a funcionalidade de MS, AI e AE. Utilizou-se como instrumentos da pesquisa: goniometria e perimetria de membros superiores, escala visual numérica de dor, relatos subjetivos de alterações de sensibilidade e os questionários: Questionário de Autoestima e Autoimagem de Steglich, Disabilities of arm, shoulder and hand (DASH) e o Inventário Feminino dos Esquemas de Gênero do Autoconceito (IFEGA). A amostra foi constituída por 21 mulheres submetidas à mastectomia radical modificada e tratamentos complementares, no Hospital Universitário de Brasília, com idade média de 57,24 anos ± 6,09. Todas as participantes apresentaram pelo menos uma das complicações estudadas, sendo a alteração de sensibilidade no membro superior homolateral à cirurgia a mais prevalente (95,25%). A presença de dor foi relatada por 16 mulheres e classificada como de intensidade moderada, média de 5,18 ± 2,34, o linfedema estava presente em 10 pacientes e as limitações de ADM do ombro foram observadas em 6 participantes. A pontuação média do DASH foi de 24,67± 14,61 pontos, indicando comprometimento leve da funcionalidade de membros superiores e sendo positivamente relacionada aos déficits de ADM (p = 0,001) e à presença de dor (p = 0,02). As participantes apresentaram baixa AI e baixa AE no Questionário de Steglich, os resultados médios foram 131,42 ± 14,15 e 132, 52 ± 23,59 pontos, respectivamente. Na classificação dos grupos tipológicos de gênero, 13 mulheres pertenciam ao grupo Grupo Heteroesquemático Feminino, 7 mulheres faziam parte do grupo Isoesquemático e somente 1 mulher pertencia ao grupo Heteroesquemático Masculino. Não foram verificadas diferenças estatisticamente significativas na Funcionalidade de membros superiores, Autoestima e Autoimagem das mulheres com diferentes perfis psicológicos de gênero. Os resultados demonstraram que os tratamentos para CM produzem alta prevalência de complicações no membro superior homolateral e influenciam negativamente na AE e AI das mulheres tratadas. Na amostra estudada o perfil psicológico de gênero não exerceu influência na funcionalidade de membros superiores, AE e AI de mulheres submetidas ao tratamento para câncer de mama.
Abstract: Breast cancer (BC) is the most common cancer among women age being identified as the main risk factor for its occurrence. The treatments used to control the disease, especially when diagnosed at advanced stages, are responsible for numerous physical and psychological complications. However, despite the homogeneity of the treatment, its effects are different for every woman, being influenced by characteristics unique to each personality. Gender schemas are defined as lenses that shape and guide the individual behavior towards the different situations experienced and thus could be a determining factor in the physical and / or psychological responses of women undergoing treatment of CM. Thus, the aim of this study was to investigate the influence of psychological aspects of gender in the functionality of the upper limbs (MS), self-image (SI) and self-esteem (SE) of women undergoing treatment for breast cancer. In addition evaluated changes in sensitivity, pain, lymphedema and limitation of range of motion (ROM) of the shoulder, and, prevalence of physical complications was performed and verified the relationship between them, as well as its influence on the functionality of MS, AI and AE . Were used as research instruments: goniometry and girth of the upper limbs, visual numeric pain scale, subjective reports of changes in sensitivity and questionnaires: Self-Esteem and Self Concept Questionnaire Steglich, Disabilities of Arm, Shoulder and Hand ( DASH ) and Female Inventory of the Self-Concept Gender Schemas (IFEGA). The sample consisted of 21 women who underwent modified radical mastectomy and adjuvant treatments, at the University Hospital of Brasilia, mean age 57.24 years ± 6.09. All participants had at least one of the complications studied, with an abnormal sensitivity in the ipsilateral upper limb surgery the most prevalent (95.25%). The presence of pain was reported by 16 women and classified as moderate intensity, average 5.18 ± 2.34, lymphedema was present in 10 patients and the limitations of ROM shoulder were observed in 6 participants. The mean DASH score was 24.67 ± 14.61 points, indicating mild impairment of function of the upper limbs and being positively related to deficits ADM (p = 0.001) and pain (p = 0.02). The participants had low SI and low SE, the average scores for these assessments were 131.42 ± 14.15 and 132 ± 23.59 52 points respectively. Classification of typological groups in gender, 13 women belonged to the group Female Heteroschematic Group, 7 women were part of Isoschematic group and only 1 woman belonged to the group Male Heteroschematic. No statistically significant differences in the superior functionality , Self-esteem and Self-image of women with different psychological profiles of gender members were found . The results showed that treatments for BC produce high prevalence of complications in the ipsilateral upper limb and negatively influence the SI and SE - treated women. In the sample studied the psychological gender had no influence on the functionality of the upper limbs, SI and SE of women undergoing treatment for breast cancer.
Keywords: gerontologia
membros superiores
autopercepção
autoestima
mulheres
mamas
câncer
perfil psicológico
breast cancer
upper limbs
gender schemas
self-steem
self-image
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Parents: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Gerontologia
Citation: ALBUQUERQUE, Viviane Tobias. Funcionalidade de membros superiores, autoimagem e autoestima de mulheres submetidas ao tratamento para câncer de mama segundo seus perfis psicológicos de gênero. 2014. 111 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2014.
Access Type: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1203
Document date: 24-Mar-2014
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Viviane Tobias Albuquerque.pdf1.07 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.