Export ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1092
Type: Dissertação
Title: Efeito de diferentes tempos de intervalo de recuperação no desempenho muscular isocinético em idosos
Author(s): Ferreira, Carlos Ernesto Santos 
First Advisor: Oliveira, Ricardo Jacó de
???metadata.dc.contributor.referee1???: Marques, Martim Bottaro
???metadata.dc.contributor.referee2???: Simões, Herbert Gustavo
???metadata.dc.contributor.referee3???: Silva, Francisco Martins da
Summary: A utilização de contrações isocinéticas é mais eficaz do que os métodos convencionais no ganho de massa muscular e força. Recomendações com relação ao intervalo de recuperação entre séries de contração isocinética ainda permanecem indefinidos. O objetivo do estudo foi avaliar diferentes intervalos de recuperação no desempenho muscular isocinético em idosos. Para determinar o desempenho muscular isocinético foram observadas as variáveis pico de torque (PT), trabalho total (TT) e índice de fadiga (IF) em vinte homens idosos (66,86 ± 3,92anos; 76,13 ± 13,41kg; 169 ± 5,21cm) da musculatura extensora unilateral do joelho nas velocidades angulares (VA) 60, 90 e 120° s-1 durante três séries de 10 repetições com o respectivo intervalo de recuperação (1, 2 ou 3 minutos) entre cada série de forma aleatória. ANOVA para medidas repetidas foi utilizada como tratamento estatístico. Principais achados foram observados nas VA 60 e 90° s-1. Na VA 60° s-1 quando adotado IR de 1min foi observado efeito significante no PT intra-sessão na 3ª série comparado tanto com a 1ª quanto com a 2ª série, além disso, nas sessões IR2min e IR3min menor PT foi observado na 3ª série comparada com a 2ª (p<0,05). Quando observado efeito significante entre sessão, menor PT foi constatado na 2ª série IR1min comparada à sessão IR3min e entre a 3ª série IR1min comparada tanto com a sessão IR2min quanto IR3min (p<0,05). Para o TT efeito significante foi observado intra-sessão na 3ª série comparada as demais tanto para IR1min quanto IR2min. Já para a sessão IR3min efeito significante foi observado somente na 3ª série comparada com a 2ª (p<0,05). Na VA 90° s-1 efeito significante foi observado para o PT IR1min na 3ª série comparada com a 1ª, da mesma forma na sessão IR2min entre a 3ª série comparada tanto com a 1ª quanto com a 2ª série (p<0,05). Em contrapartida, menores valores foram observados entre sessões quando comparada às séries (1ª, 2ª e 3ª) IR1min com as respectivas séries tanto na sessão IR2min quanto IR3min, bem como entre a 3ª série da sessão IR2min comparada a 3ª série IR3min (p<0,05). Com relação ao TT na VA 90°/s menores valores intra-sessão foram observados na sessão IR1min entre a 3ª série comparada tanto com a 1ª quanto com a 2ª. O mesmo comportamento foi observado na sessão IR2min. Porém, na sessão IR3min diferenças foram observadas somente entre a 3ª e a 1ª série (p<0,05) Contudo, diferenças entre sessões foram observadas entre a 1ª, 2ª e 3ª séries IR1min comparadas tanto com IR2min quanto IR3min, assim como entre a 1ª e 2ª série IR2min comparada com IR3min (p<0,05). Estes dados demonstraram que, durante um modelo de treinamento de força, o desempenho muscular isocinético é dependente do IR em homens idosos sugerindo readequação deste, com incrementos do IR nas séries subseqüentes.
Abstract: The isokinetic contraction is more efficient than conventional methods to achieve muscular mass and strength gains. Recommendations for rest interval (RI) between sets of isokinetic contractions are still undefined. Therefore, the purpose of this study was to observe the effects of different RI between sets on isokinetic performance in elderly. To verify the muscular isokinetic performance (Biodex System 3) were observed the variables peak torque (PT), total work (TW) and fatigue index (FI) in twelve men (66.86 ± 3.92 years; 76.13 ± 13.41 kg; 1.69 ± 0.05 m) from unilateral knee extension at angular velocities of (AV) 60, 90 and 120° s-1 through three sets of ten repetitions (3x10) in each velocity with a respective rest interval (1, 2 or 3 minutes) between each set in a random way. One way analyses of variance (ANOVA) for repeated measures was applied to verify significant differences between and within sets. Mainly findings were acquired at AV of 60 and 90° s-1. At 60° s-1 when applied 1 min of RI was observed significant effect in PT within session on 3rd set when compared with 1st and 2nd sets. Moreover, at 2 and 3min of RI sessions lower PT was observed on 3rd set compared with 2nd (p<0.05). When observed significant effect between session, lower PT was demonstrated on 2nd set of 1min of RI compared to 3min of RI and between the 3rd set of 1min of RI compared with 2 and 3min of RI session (p<0.05). For TW significant effect was observed within session on 3rd set compared to all others (RI 1 and 2min). In addition, significant effect was observed when applied RI of 3min only at 3rd set compared to 2nd (p<0.05). Moreover, at AV of 90° s-1 significant effect was observed for PT when applied RI of 1min on 3rd set compared with 1st, the same way when applied 2min of RI on 3rd set compared with 1st and 2nd sets (p<0.05). On the other hand, lower values were observed between sessions when compared the sets (1st, 2nd and 3rd) of 1min of RI between the respective sets from 2min and 3min of RI, as well at 3rd sets between 2 and 3min of RI (p<0.05). In relation to TW at 90° s-1 lower values within sessions were observed at 1min of RI compared with 1st and 2nd sets. The same behavior was observed at 2min of RI session. However, differences between sessions were observed at all sets at 1min of RI compared to 2 through 3min of RI, as well between 1st and 2nd sets of 2min of RI compared with 3min of RI (p<0.05). These data demonstrated that, during a model of strength training, isokinetic muscular performance is dependent of RI in elderly men, which suggests readjust on it, with increases of RI on subsequent sets.
Keywords: exercício resistido
força muscular
contração isocinética
idosos
resistance exercise
muscular strength
isokinetic contraction
elderly
força muscular - resistência
idosos - exercícios físicos
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Language: por
Parents: BR
Publisher: Universidade Católica de Brasília
Institution Abbreviation: UCB
Department: Educação Física
Program: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citation: FERREIRA, Carlos Ernesto Santos. Efeito de diferentes tempos de intervalo de recuperação no desempenho muscular isocinético em idosos. 2008. 77 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2008.
Access Type: Acesso Aberto
URI:  https://bdtd.ucb.br:8443/jspui/handle/123456789/1092
Document date: 19-Jun-2008
Appears in Collections:Programa de Pós-Graduação em Educação Física

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Texto completo Carlos Ernesto - 2008.pdf766.82 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.